Polentinhas: Genissauro e o medo da tecnologia

Acostumada com o jogo dos bastidores, quase sempre obscuro da política. A vereadora Geni Peteffi (PMDB) demonstra sua ojeriza pela transparência. Numa nota publicada na coluna Mirante de hoje, Roberto Nielsen conta que a presidenta da Câmara "não sabe, nem estaria disposta a aprender a manusear os três terminais de computador instalados em sua mesa".

Esses terminais operam o painel eletrônico, instalado há 2 meses, na Cãmara de Vereadores. Esse painel mostra em tempo real quem está na sessão, emite os boletins de votação, contabiliza as faltas, mostra quantos pontos da pauta já foram discutidos e até corta o microfone de quem não respeita o tempo disponível.

Marcos Daneluz (PT), presidente da Câmara no ano passado e que instalou o painel, fez um cursinho e em poucos dias, segundo o colunista", pegou o jeito. O mesmo não aconteceria com a atual presidente.

Dentro de sua visão política atrasada, Geni não se abriu para os novos tempos que exigem transparência e disponibilização das informações aos cidadãos. Tanto que por ela o "Câmara vai as bairros" seria extinto. É um exemplo de quem se perpetuou na política e só sabe fazer o velho jogo do submundo dela e do proselitismo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados