sábado, 7 de dezembro de 2013

Convenção do PDT define rumos do partido para 2014

Nesse sábado o PDT realiza uma convenção estadual que irá decidir os rumos do partido para as eleições estaduais de 2014. Na pauta está a definição por candidatura própria para governador, nesse caso os pré candidatos são Vieira da Cunha e Aldo Pinto, ou no outro caso compor chapa com o PT que terá como candidato a reeleição Tarso Genro.

Vieira da Cunha é o principal articulador da candidatura própria. Corre pelos bastidores que essa seria um saída "honrosa" já que acredita-se que ele tem poucas chances de se reelger deputado federal. A tese da candidatura própria ganhou vulto pelos diretórios municipais do partido até que houve uma reviravolta.

Essa reviravolta foi costurada por um grupo de deputados estaduais: Juliana Brizola, Marlon Santos e Dr. Basegio e os secretários Ciro Simoni, Kalil Sehbe e Afonso Motta (veja aqui). O grupo tratado como "pequena dissidência" por  Vieira foi ganhando força e hoje pode colocar em cheque a tese da candidatura própria. 

Para os defensores da aliança com o PT o primeiro obstáculo foi superado. A votação será em voto fechado. Segundo os defensores da aliança o medo de retaliação aos diretórios municipais que fossem contra a vontade de Vieira da Cunha poderia fazer com que o jogo ficasse desequelibrado.

Um fator que poderá contribuir e ao mesmo tempo atrapalhar a tese da candidatura própria é a indicação de Lasier Martins para o Senado. O jornalista, ao se filiar no PDT, exigiu que o partido não fizesse aliança com o PT. Se a tese da candidatura própria não passar Lasier pode desistir de concorrer ao Senado. Por um lado muitos pedetistas veem em Lasier a chance de eleger um Senador no RS, outros veem a atitude dele como petulante a antipartidária.

De um jeito ou de outro o PDT sai dividido nesse processo. Porém algo se encaminha para o segundo turno. Será muito difícil o partido, se tiver tido um candidato próprio apoiar outro candidato, que não Tarso Genro, no segundo turno. Muito porque uma parte do partido já fará campanha para o petista mesmo que informalmente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com