sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Gilmar Mendes caça direito de resposta, concedido pelo TSE, ao PT contra a Veja

O ministro do STF, Gilmar Mendes, sozinho, concedeu uma liminar que anulou uma decisão, de 7 a 0 do TSE. A decisão dava direito de resposta ao PT, na próxima edição da revista Veja, que começa a circular hoje. No dia 25 de setembro, por unanimidade, o TSE determinou a publicação do texto por entender que a reportagem PT sob chantagem, publicada no dia 13 de setembro, na edição impressa da revista, veiculou conteúdo ofensivo. De acordo com a decisão do tribunal eleitoral, a revista teria que publicar uma página de direito de resposta, que seria redigida pelo partido.

A reportagem não traz uma única prova do que afirma, mesmo assim, Gilmar Mendes, resolveu fazer uma tabelinha com a revista e suspender a decisão do TSE. Essa relação já é antiga e ajudou a proteger a revista das relações com o contraventor Carlos Cachoeira, além de beneficiar o ex-senador do DEM, Demóstenes Torres.



Gilmar Mendes também é "está sentado em cima" do processo que considera inconstitucional o financiamento de empresas às campanhas eleitorais. A maioria do STF já considerou que é realmente inconstitucional. Poderia valer já para essa eleição, mas o ministro pediu vistas e parou o julgamento.


Provavelmente o partido irá pedir recurso ao pleno do STF e haverá um segundo turno inteiro, ou não, para que a verdade seja restabelecida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com