segunda-feira, 2 de março de 2015

Ato contra Dilma em Caxias do Sul reuniu 10 pessoas

Na manhã de sábado 10 pessoas, isso mesmo 10 pessoas se reuniram para um protesto contra a presidenta Dilma. O grupo que se intitula Levante Caxias (não confundir com o Levante da Juventude - grupo que é ligado ao MST) se concentrou (?) na Praça João Pessoa, em São Pelegrino.

Esse e outros movimentos formaram uma espécia de "esquenta 15 de março" como estava sendo chamado. Mas o esquenta ficou meio frio. Em São Paulo, protesto semelhante reuniu 70 pessoas não vão livre do Masp.

No Rio de Janeiro foram 20 pessoas na inauguração do Tunel Rio 450, obra do PAC na cidade.

De grande mesmo só a manifestação dos caminhoneiros pelo Rio Grande do Sul que é catapultada, principalmente, pelos donos de empresas de caminhão numa clara situação de locaute (recusa por parte da empresa em ceder aos trabalhadores os instrumentos de trabalho).

Esses atos reforçam a tese de que há um movimento, aumentado artificialmente, nas redes sociais. Tanto robôs, quanto scripts (códigos de programação que se executa diretamente no navegador) são usados para compartilhar, criar eventos, confirmar a participação e outras ações no Facebook.

Só saberemos a realidade do movimento no próprio dia 15 mas sinais já são dados. Em Porto Alegre, por exemplo, um ato com 47 mil confirmados chama a concentração para a Redenção,  e outro com organização e até com publicidade paga no Facebook pelo deputado Nelson Marchezan Filho (PSDB) tem pouco mais de 2 mil confirmados. A discrepância é muito grande e leva a crer que há muita manipulação de números.

Um comentário:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Esses merdas não tem senso de ridículo não? rs

    ResponderExcluir

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com