quarta-feira, 1 de julho de 2015

Badesul foi obrigado a demitir CC irregular

 

A presidenta do Badesul, Sandra Schmidt Schafer, foi obrigada a deixar o cargo após denúncia de ocupação ilegal do cargo. A denúncia foi feita pelo Sindicato dos Bancários de Porto Alegre. Segundo o sindicato o cargo ocupado por Sandra deve ser ocupado por um funcionário com vínculo empregatício com a instituição.

A entidade alegou, ainda, que a nomeação dela excedeu o limite de seis cargos de confiança (CCs) que podem ser ocupados por trabalhadores que não pertencem ao quadro de servidores do banco, conforme a legislação.

Na denúncia o sindicato classificou a situação do Badesul de “cabide de empregos de grife”. Primeiramente a assessoria de imprensa do Badesul negou a irregularidade, mas logo em seguida acabou voltando atrás.

Nessa terça feita (30) o Badesul acabou informando que Sandra deixou o cargo. O Badesul já foi usado para acomodar cargos de deputados da base do governo Sartori que não conseguiram se eleger. Paulo Odone (PPS), Mano Changes (PP) e Kalil Sehbe (PDT) ganharam cada um uma diretoria do banco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com