sábado, 5 de setembro de 2015

Estado em crise, governador de helicóptero

Durante a campanha eleitoral para o programa La Urna, da RBS, perguntaram para o agora governador Sartori (PMDB) como ele resolveria o problema financeiro do Estado. O gringo em seu estilo bonachão e sem objetividade nenhuma respondeu: "cortando uma viagenzinha aqui, uma diariazinha ali".

Pois então além de não ter nenhuma proposta para a crise que colocou o estado, o governador Sartori não cumpre nem o que fala.

Nessa sexta feira, com os salários parcelados, dando calote em prefeituras e fornecedores o governador do estado não se fez de rogado e foi, de helicóptero até a abertura da Expointer em Esteio.

A distância entre o Palácio Piratini e o Parque de Exposição Assis Brasil é 25 quilômetros. Gasta-se 4 litros de gasolina, cerca de R$ 15,00. Se fosse bem econômico poderia ir de Trensurb por R$ 1,70. De helicóptero custou R$ 2.000,00!

Para comparação a Ministra Kátia Abreu, da Agricultura se deslocou de carro de Porto Alegre até Esteio.

Não é a primeira vez que Sartori usa helicoptero para suas agendas, nem sempre oficiais. No começo do ano Sartori alugou um helicóptero para cumprir uma agenda que começava em Tapes e terminava em uma feijoada, em Xangrilá, de um vereador do PMDB. O custo para os cofres públicos? R$ 13 mil (veja aqui).

A foto que ilustra essa matéria é da jornalista Sônia Bettinelli, do Jornal VS, e as informações são do colunista João Ávila do NH.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com