sábado, 5 de setembro de 2015

Servidores não dão folga para Sartori que é vaiado por 20 minutos na abertura da Expointer

Ensurdecedora! Foram longos 20 minutos sem trégua. O governador José Ivo Sartori (PMDB) recebeu a maior vaia da história do Rio Grande do Sul, e quem sabe, do Brasil. A tensão foi tanta que Sartori deixou de lado seu visual bonachão e brincalhão e ficou fervendo de raiva, como mostra a foto.

A manifestação organizada por professores, policiais e demais servidores públicos estava a poucos metros do governador e não deu sossego durante o seu discurso, na abertura da Expointer, nessa sexta feira.

Os manifestantes gritavam sem parar "caloteiro" em referência ao governador que parcelou os salários dos servidores estaduais por duas vezes esse ano. Além disso eles fizeram uma grande "baile" em analogia a dancinha que Sartori fez na segunda feira, justamente no dia em que parcelou os salários.

Nos cartazes sobrou também para o deputado Álvaro Boessio, líder do PMDB na Assembleia, que chamou os servidores de vadios.

Outro que recebeu muitas vaias foi o eterno presidente da Farsul, Carlos Sperotto. Representante da direita rural, Sperotto falou: "Vocês podem ficar tranquilos, pois terão almoço aqui no parque, porque tem quem produz. Um pouco de respeito é muito bom". Não adiantou as vaias continuaram estridentes.

Está cada dia mais evidente que Sartori criou uma situação que não conseguirá sair. Os serviços do estado já estão paralisados e todos os movimentos que o governador tem feito são para acirrar ainda mais o clima entre as partes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com