sexta-feira, 6 de maio de 2011

Quais segredos ficarão "entrerrados" na Marrecas?

De duas coisas uma. Ou o Samae não sabe fazer conta direito ou então tem muita coisa mal explicada na construção da barragem do Marrecas. Ontem a base governista, liderada pela “motorista de patrola” Geni Peteffi, rejeitou um pedido de informações sobre o aumento de 66%, no mínimo, no orçamento inicial para a construção do Marrecas. A obra começou orçada em R$ 120 milhões, em 22 de dezembro de 2009 o prefeito Sartori disse que a obra custaria R$ 150 milhões, depois na CIC, no ano passado, o valor aumento para R$ 180 milhões, em novembro passado a Câmara aprovou a contratação de um financiamento de mais de 50 milhões.

A líder do governo na Câmara alega que “a obra é complexa e muitas despesas não podem ser previstas, pois vão surgindo ao longo da construção do empreendimento”. Ok, que é complexa ninguém tem dúvida, mas esqueceram de calcular mais da metade dos custos?

Os vereadores de oposição tentaram argumentar que se não tem nada a esconder por que não aprovar o pedido de informações? Outra preocupação é com o valor gasto em desapropriações, que deveriam ser aprovados pela Câmara e não o foram. Estaria aí a justificativa para o aumento dos custos.

A barragem do Marrecas é o grande trunfo da administração Sartori, toda a semana grupos de pessoas são levados a conhecer a obra. Já foram jornalista, presidentes de Amob, empresário, senhores, senhoras, etc. Todas essas atividades tem brindes e várias tem almoços pagos por não sei quem.

No ano que vem a barragem deverá estar pronta no ano que vem. Sua capacidade de armazenamento é de 33 milhões de metros cúbicos. Só para efeito de comparação, segundo dados do próprio Samae, Caxias despediça por ano 25 milhões de metros cúbicos de água, ou seja, 75% do que existirá no Marrecas. Portanto em menos de um ano uma área de 215 hectares estará em baixo da água e quaisquer questionamentos irão junto.

É parece que o Samae não sabe fazer conta direito, espero que seja isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com