quinta-feira, 21 de julho de 2011

Creches: direito das crianças, autonomia para as mulheres!


Há mais de 5 meses as chamadas "Mães do Mariani" estão lutando por aquilo que conquistaram: uma creche no bairro.

A obra foi aprovada em uma reunião do Orçamento Comunitário. Porém, o presidente do bairro, através de uma "manobra", elegeu outra prioridade: uma área de lazer. E o lazer das mulheres que têm que cuidar em tempo integral de seus filhos, onde fica? Mais que isso: a ausência de uma creche no bairro legitima aquilo que é tão combatido pelo movimento feminista: o cuidado e educação das crianças como um dever natural das mulheres.
A construção de escolas de educação infantil , além de ser um direito das crianças, é uma política pública para as mulheres.

São as mulheres que primeiro abandonam seus empregos e estudos para enfrentar a missão de cuidado dos filhos. Por isso, tal política torna-se essencial para a permanência das mulheres no mercado de trabalho, sua qualificação e, consequentemente, garantia de sua autonomia.

Governo Sartori: autoritarismo à flor da pele!


"Mães do Mariani" foram proibidas de reivindicar
por uma ação judicial encaminhada pela prefeitura
Assim, depois de meses reivindicando um direito mais que legítimo, foi marcada uma audiência na Câmara de Vereadores para afinar o debate e, talvez encontrar uma solução. Todo o autoritarismo e truculência do Governo Sartori veio à tona:

Ninguém do Poder Executivo apareceu! Por quê? Porque o Governo entrou com uma ação judicial impedindo as mulheres de chegarem perto da obra. Pronto! Questão resolvida! A bola é minha e o campo é meu! A área vai ser de lazer!

Essa política apenas reflete aquilo que o prefeito Sartori é: um poço de trucuência, sem diálogo, sem conversa. Tudo se resolve pela via judicial: a greve dos médicos, a luta dos movimentos sociais...

É isso que pensa esse governo municipal: que a luta das mães do Mariani é um caso de polícia que não merece sequer ser ouvido pelas "autoridades"...

Afinal, é muito mais barato construir uma área de lazer do que construir e manter uma creche! Ah, se as mulheres cobrassem por todo o seu trabalho dedicado à casa e ao cuidado dos filhos...

Mas e Forqueta?

Outro absurdo que solta aos olhos: O Governo Sartori vai construir uma escola de educação infantil em Forqueta. Tudo certo, se não fossem alguns detalhes:
  • Em resposta a um pedido de informações à Câmara de Vereadores, o Secretário Municipal de Educação informou que o Bairro Forqueta não apresenta nenhuma demanda por creche. O déficit em educação infantil no bairro é ZERO! 
  • A licitação encaminhada para construção da creche não é nenhum pouco singelo: R$1 milhão e 700 mil. Com esse valor pode-se construir aproximadamente 3 creches, pois o valor médio de cada uma é de R$ 600 mil. 
Uma pena, pois os recursos vêm do Governo Fedceral, que inclusive vai continuar destinando valores por cerca de 1 ano e meio para manutenção da creche, que poderia ser transformada em 3 escolas para 3 bairros diferentes (e que realmente apresentam demanda!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com