Eu odeio rodeio!


A Assessoria de Imprensa da prefeitura municipal divulgou nesta semana que Caxias enviou representantes para a 6ª Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos. A delegação foi chefiada por um CC da Prefeitura.

O que não ficou nítido na notícia foi se os outro cinco peões tiveram suas despesas pagas pelos cofres públicos.

É triste que o município deixe de investir suas forças e dinheiro em questões muito mais relevantes e importantes: cultura para tod@s, educação (especialmente hoje a educação infantil), saúde...

Aqui no Brasil, diferentemente do que é dito por muitos, a prática do rodeio nada tem de cultural, tratando-se de uma cópia do modelo norte-americano. 

A prática de Rodeios é triste e retrógrada. Festas que baseiam sua diversão no sofrimento e maus tratos de animais deveriam ser proibidas. A crueldade contra os animais é estarrecedora e refletem toda a desconscientização de uma platéia sádica e arcaica.

Ferida provocada pelo uso de sedém
Os animais utilizados nas práticas de rodeios sofrem flagrantes maus-tratos. O uso do sedém, instrumento que comprime a região dos vazios do animal, provoca dor, porque nessa região existem órgãos como parte dos intestinos, bem como a região do prepúcio, onde se aloja o pênis do animal. Portanto, o ato do animal corcovear é a comprovação de sua dor e estresse.

O que acontecem nesses rodeios nada mais são do que atos de selvageria e crueldades. Inclusive algumas cidades brasileiras já proíbem os rodeios, como Rio de Janeiro, São Paulo, Sorocaba, Guarulhos e Jundiaí. 

Secretário Feldman, não tinha nenhuma outra atividade mais culturalmente correta para investir?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados