segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Não há corruptos sem corruptores

O que João Dias Ferreira, Adair Meira e Roberto Jeferson tem em comum? Todos eles foram pivôs de grandes escândalos de política recente de nosso país. João Ferreira é de uma ONG de Brasília que está sendo cobrada a devolver cerca de R$ 4 milhões por irregularidades. Adair também está envolvido em desvios de projetos de Ministério do Trabalho. Roberto Jeferson era um dos responsáveis por fazer um esquema de caixa 2 no PTB.

O que todos eles tem em comum, também, é que as crises que eles geraram derrubaram ministros, criaram CPIs, inquéritos, etc. Mas todos eles também foram tratados como “bonzinhos” pela mídia e pelos setores de oposição ao Lula e a Dilma.

É obvio que a corrupção é um mal que deve ser erradicado no país. Mas não podemos tratar os corruptos de uma maneira distinta dos corruptores. Aquele que paga por benefícios é tão criminoso do que aquele que cobra. É essa a lacuna ética que estamos criando na nossa sociedade.

Por interesse de apenas desgastar o governo, os responsáveis por desvios financeiros de milhões de reais viram herois no momento em que se dispõem denunciar as autoridades dentro do governo. Independente delas serem culpadas, ou não, a mídia, e setores da oposição já julgam, condenam e setenciam.

Isso é muito diferente do que se chama de “delação premiada” onde é reduzida a pena de um envolvido em algum ilícito desde que ele revele outros envolvidos. O que estamos vendo hoje no Brasil, não são ações da justiça em busca da verdade e na responsabilização dos culpados. Vemos sim ações com o único objetivo de desgastar o governo e paralisar o país.

O que toda a população tem que cobrar é que corruptos e corruptores paguem pelo que fizeram e que o dinheiro desviado volte aos cofres públicos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com