quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Polentinhas: As churrascadas dão resultado

Como falamos na postagem abaixo, cada visita de entidade, órgão público ou simplesmente grupo de pessoas, às obras do Marrecas era regado a fartos churrascos (pagos com dinheiro público obviamente). E não é que a tática de pagar as pessoas pelo estômago funciona?

Só pode ser essa a justificativa para a declaração do presidente da UAB, Valdir Walter, no Pioneiro de hoje. Ele diz:


“Se não tentar liberar o Marrecas, Caxias do Sul terá um problema muito grave de água. A UAB está engajada, no que depender dela. Até se pensa em fazer um manifesto, se for necessário. O que a gente vê é que o Poder Judiciário não tem conhecimento de Caxias. Então, para obter uma visualização do problema, tem de ser um protesto, um manifesto.”
O que causa estranheza nessa fala é que a UAB foi praticamente omissa em grandes questões dos últimos meses. No caso da greve dos médicos teve uma atuação apagada, até metade do ano, e puramente protocolar, com atos mal divulgados (de propósito?) no segundo semestre. Quanto a questão do aumento das passagens de ônibus o representante da UAB não abriu a boca na reunião.

Parece um pouco estranho, então, esse desejo de realizar atos e manifestações numa causa que é pra lá de controversa. O problema não é que o judiciário não conhece a realidade de Caxias. A questão é que o projeto, ao que tudo indica, foi mal feito e a prefeitura já perdeu em duas instâncias. O Marrecas corre o risco de ser o maior "elefante branco" da história das barragens do mundo.

Deixamos a pergunta no ar: Será que no protesto vai ter churrasco pago pela prefeitura também?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com