quinta-feira, 29 de março de 2012

Governo municipal aprova projeto que agravará relação com os médicos

Como já está todo mundo careca de saber, a saúde em Caxias do Sul está um caos graças a falta de vontade da administração municipal em tentar resolver o problema e graças aos salários dos médicos que são considerados baixos pela categoria.


Infelizmente, o mercado faz uma supervalorização desta profissão que é remunerada muito acima que qualquer trabalhador. Hoje os médicos municipais recebem um base de R$ 2,4 mil para 20 horas semanais. Algumas especialidades médicas são difíceis de serem encontradas nos planos de saúde. O município, por remunerar os médicos abaixo do que paga a iniciativa privada, não possui uma série de especialidades à disposição do serviço municipal de saúde.

Centenas de crianças estão sem os devidos encaminhamentos na área de saúde mental porque o município não dispõe de um médico especialista na área de neuropediatria. Muitas ficam, inclusive, sem o atendimento especial a que têm direito nas escolas por não terem o CID (Classificação Internacional de Doenças) que este médico deveria conceder. A população também aguarda  meses até conseguir atendimento em outras especialidades.

E, para piorar a situação, o projeto do novo quadro de cargos e salários que a Prefeitura aprovou quinta-feira (22) estabelece um salário inferior ao atual para os médicos que passarem nos novos concursos do município. O salário dos novos concursados será de R$ 2,3 mil para 12 horas semanais. Ok, a carga horária foi reduzida, mas os médicos já não cumpriam a sua jornada, certo?

Pois o futuro dirá se os médicos vão aceitar receber "míseros" R$ 2,3 mil por 12 horas de trabalho, ou, como eles já estão acostumados a fazer hoje, vão trabalhar metade dessa jornada e sair faturando, como sempre.

Quem perde,novamente, é o usuário da saúde pública que não tem o atendimento adequado ou tem que recorrer ao atendimento particular, muitas vezes gastando o que não tem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com