sexta-feira, 27 de abril de 2012

25% de aumento real para os vereadores: um absurdo que ainda não aconteceu


Os servidores municipais, assim como todas as categorias de trabalhadores, ano após ano travam brigas homéricas por reajustes salariais, por condições de trabalho dignas. Todos nós trabalhadores trocamos nossa força de trabalho e nosso tempo por dinheiro. Nada mais justo que reivindiquemos que essa troca seja justa, digna e rentável. Ainda mais em uma sociedade que se move em torno do dinheiro.

Para os agentes políticos, a situação não é tão diferente. Eles também vendem a sua força de trabalho. Mas, diferença é que tanto o Executivo quanto o Legislativo têm poder de decisão sobre a sua remuneração.

Enquanto os trabalhadores muitas vezes lutam por migalhas e pela reposição da inflação em seus salários, os vereadores possuem condições de trabalho, garantia do repasse da inflação e quase se autoconcederam na sessão desta quinta-feira um pequeno aumento real de 25%!

Já o Prefeito de Caxias e seus secretários, após receberem anualmente todos os reajustes que os servidores municipais receberam, inclusive seus ganhos reais, teriam seus salários reajustados para mais de R$ 22 mil e R$ 13 mil respectivamente. Ou seja, aumentos reais de mais 15 e 10%. Enquanto o Governo municipal deu aos servidores neste ano apenas 1,5% de ganho real.

Trata-se de uma verdadeira afronta à população que escolheu essas pessoas como seus representantes e espera, no mínimo, respeito e coerência.

O que também não pode passar em brancas nuvens é o discurso panfletário do Vereador Daniel Guerra (PSDB), que, como diz claramente, não depende do salário de vereador para viver e trabalharia "de graça". Com um discurso que "pega" no senso comum, o vereador desvirtua e desqualifica o debate, tornando-se um "herói". E sempre tem o ego inflado pelo "Burgueseiro".

Logicamente que a proposta apresentada na Câmara de um aumento fora dos padrões é revoltante. Portanto, pareceria mais sério se a proposta fosse de criar o 13º salário para os vereadores em vez de embutir seu valor nesse reajuste absurdo. Afinal, todos os trabalhadores têm direito ao 13º salário.

Depois do choque que a população caxiense levou com a notícia do projeto e das manifestações contrárias às autoconcessões de reajustes aos agentes políticos, os vereadores deram ouvidos à "opinião pública". Coincidentemente às vésperas da eleição municipal.

A Câmara já votou matérias muito mais desgastantes do que o reajuste de salários dos próprios vereadores. Já aprovou a taxa ilegal de água chamada Fundo Municipal de Recursos Hídricos; já deu R$ 100 mil para uma produtora de fora fazer um filme sobre Caxias que ninguém viu; já criou um trenzinho da alegria de incorporações; já mexeu nos direitos dos servidores e, apesar de muita pressão todas as vezes, nunca titubeou da proposta do Executivo.

No fim, quem ficou realmente mal na foto foi Elói Frizzo, que, isolado, foi o único que votou a favor do reajuste.

Será que teve gente que jogou para a torcida hoje? Será que o povo vai conseguir distinguir quem foi sincero?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com