Suspensão de 60 dias para Incerti: será que vai acabar em pizza?

A Comissão de Ética da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, composta pelos vereadores Guiovane Maria (PT), Daniel Guerra (PSDB) e Renato  Nunes (PRB) apresentou ontem (26) o relatório final do processo envolvendo os vereadores Rodrigo Beltrão (PT) e Pedro Incerti (PDT).

O julgamento sugere uma suspensão de 60 dias para Pedro Incerti por quebra de decoro parlamentar. A Comissão entendeu que houve agressão física por parte do vereador pedetista contra Beltrão - apesar do Burgueseiro continuar a qualificar os fatos como "suposta agressão", mesmo após a perícia ter apontado que os vídeos da agressão são verdadeiros.

A Comissão também inocentou Beltrão, julgando improcedente a denúncia feita pelo PDT, que alegava que o vereador não tinha mantido segredo sobre as atividades parlamentares.

Portanto:


Porém, mesmo após tudo estar provado veementemente, o caso ainda pode acabar em pizza, porque para ser aplicada a penalidade, precisa haver aprovação por pelo menos 9 vereadores em plenário. Em ano eleitoral em que o PDT concorre a cabeça de chapa, infelizmente a coerência e justeza vai ser difícil de acontecer na "Casa do Povo".


Para refrescar a memória: Incerti agrediu Beltrão porque o vereador petista o destituiu da função de relator no caso Harty Paese. Beltrão fez a destituição porque Incerti mudou a relatoria do caso, inocentando Harty, seu colega de partido, sendo que a comissão processante havia decidido pela punição do ex-vereador: Depois de ser pego no flagra Pedro Incerti parte para agressão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados