segunda-feira, 9 de julho de 2012

A velha política se repete

A matéria abaixo foi originalmente publicada no Fortaia News, de Antonio Prado. Vale a pena conferir.

Um dos maiores líderes do PDT de Antônio Prado, atual vereador e presidente da Câmara de Vereadores, Catissa, foi desprezado pelo seu próprio partido e impedido de concorrer à reeleição. Na quinta-feira (05), o ex-catador de lixo (muito bem assessorado) registrou-se como candidato e vai brigar na Justiça por uma vaga.


Entenda o caso:
Porque o líder foi jogado no lixo?


Há quase 8 anos o PDT está coligado ao PMDB, servindo à situação e participando de uma Administração fraca, descomprometida com as classes mais necessitadas, e envolvida com ações nebulosas como aquelas objeto de denúncias ao Ministério Público de cobrança pelos auxílios dados pela Secretaria de Assistência Social e Habitação ou, ainda como exemplo, a do asfalto que nem foi inaugurado e já estava furado, precisando urgentemente de uma recapagem.
Sabiamente, o ex-catador de lixo tomou posição. Com postura coerente na cadeira de presidente, não se curvou às regras do "toma lá dá cá" do seu partido político, preferindo tomar partido do seu povo, de quem realmente o elegeu. Com coragem, nunca vista entre os políticos de Antônio Prado, Catissa enfrentou os poderosos com determinação, resistindo às mais baixas tentativas de fizeram para corrompê-lo. O líder negro pensa com a própria cabeça, tem luz própria, brilha e aparece mais que o próprio prefeito.


Resultado: foi escanteado, colocado na lixeira....
Caso semelhante aconteceu com outro partidário pedetista e também presidente da Câmara em 1999, Gilberto A. A. Ramos. Depois de usarem sua figura, descartaram-no como se fosse uma roupa velha.
Mas agora foi diferente. E ele mandou muito bem: “Não sou desodorante pra ficarem me apertando debaixo do braço e depois jogar fora” – (expressão usada pelo líder do Legislativo Municipal).
O espírito do líder negro Zumbi dos Palmares desceu e fez Catissa reagir frente ao velho jeito colonial de fazer política.
Em frente líder negro, .... pois eles não permanecerão no poder mais do que seis curtos meses.

Zumbidos Palmares

Nasceu em 1655. Foi um dos principais representantes da resistência negra à escravidão na época do Brasil Colonial.
Com 25 anos de idade, Zumbi torna-se líder do quilombo dos Palmares, comandando a resistência contra as topas do governo. O líder Zumbi mostra grande habilidade no planejamento e organização do quilombo, além de coragem e conhecimentos militares.

Após uma intensa batalha, a sede do quilombo é totalmente destruída. Ferido, Zumbi consegue fugir, porém é traído por um antigo companheiro e entregue às tropas do bandeirante. Aos 40 anos de idade, foi degolado em 20 de novembro de 1695.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com