terça-feira, 7 de agosto de 2012

Folha de São Paulo da exemplo de mau jornalismo, de novo

Quanto mais sensacionalista a manchete pior o jornal
A Folha de São Paulo já foi o maior jornal do Brasil, não o melhor. Mas sempre teve um pouco de nível. Como regra geral do PIG (Partido da Imprensa Golpista): ética e responsabilidade jornalistica foram palavras retiradas do guia de redação e estilo. Cada vez mais a Folha, que hoje tem uma circulação 5 vezes menor do que na década de 1990, dá exemplos de mau jornalismo. A mais recente foi a matéria publicada ontem pelo jornalista (será?) Dimmi Amora (veja aqui), que é enviado especial (fala sério!) para cobrir a seca no nordeste (é o fim da picada).

O cidadão fez uma reportagem (ou seria reporcagem) com o título: "Seca atinge eleitores de Dilma no Nordeste". Qualquer pessoa minimamente inteligente deveria se perguntar: A seca não atingiu os eleitores dos outros candidatos a presidente? Será que Dimmi conseguiu a proeza de identificar que a seca não atingiu os eleitores de Serra ou de Marina Silva. Será que os gaúchos atingidos pela seca também são eleitores de Dilma?

A tentativa de dar sustentação ao título cria outra bizarrice que é um gráfico mostrando a quantidade de eleitores de Dilma nas áreas de seca e fora dela. Porém no texto todo as informações trazidas falam dos investimentos dos governos Dilma e Lula para combater os efeitos da seca, a importância das mais de 450 mil cisternas construídas pelo governo federal, fala da importância do Bolsa Família e de relevantes investimentos feitos em pequenas cidades que geraram emprego e renda para os moradores.

Tudo isso abaixo de uma manchete que só serve para fazer sensacionalismo barato. A Folha de São Paulo, a exemplo da Veja que já é assim, está se transformando numa publicação de manchetes. Não importa o conteúdo, importa o título.

Essa matéria merece nota zero de quem tem bom senso e inteligência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com