sábado, 11 de agosto de 2012

Para que esclarecer quando dá para complicar. Esse é o lema do Governo Sartori

Denise entrega documentos a Promotor que confirma que
há indícios de irregularidades
Os documentos enviados à Câmara de Vereadores pelo Secretário de Turismo, João Tonus, sobre a contratação de recepcionistas para a Festa da Uva 2012, não esclareceram a grande diferença entre o número de pessoas pagas e aquelas efetivamente contratadas.

A vereadora Denise Pessoa (PT) fez essa denúncia ainda em julho desse ano.A empresa contratada para a terceirização do serviço, Job Recursos Humanos, recebeu, por um contrato mais um termo aditivo, R$ 355.471,00 para a contratação de 219 pessoas. Porém ela formalizou a contratação de somente 121 trabalhadores. Tonus foi até a Câmara de Vereadores tentar explicar essa discrepância e prometeu enviar as planilhas de horários para os vereadores.

Porém a documentação enviada mais confundiu do que esclareceu. A vereadora afirmou que as planilhas com os horários dos funcionários, vinculados à conveniada, não foram enviadas, como havia sido solicitado. Segundo Denise, a empresa não efetuou o devido controle de ponto.

A fiscalização do contrato era feita, pasmem, por três CCs da prefeitura.Eram eles o Secretário, Jaison Barbosa (PDT), Saulo Velasco (PDT) - que já recai sobre ele denúncias de empregar parentes em contratos temporários e Marcelo Zamboni Pauli (PMDB).

Pelo contrato o custo unitário por cada trabalhador foi de R$ 1.623,15 (um valor bastante expressivo), porém com a diferença entre o número pago pelo contrato e os que foram efetivamente registrados dá uma diferença de R$ 159.069,85, ou seja, ou esse dinheiro ficou para a Job ou ele foi desviado para outros fins.

Esse é mais um caso de mau uso de dinheiro público durante a gestão Sartori. Ele se soma a dezenas de outros que foram acobertados pelo executivo. Alguns estão em análise pelo Ministério Público. Haverá muitos desdobramentos daqui para a frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com