A verdade sobre o reajuste de 116% na tarifa da água em 2009

Uma polêmica envolveu as coligações que represetam Alceu Barbosa Velho (PDT) e Marcos Daneluz (PT). O pedetista ganhou o direito de resposta, no programa do petista, sobre o reajuste das tarifas de água no ano de 2009. O programa da Frente Popular dizia que um decreto assinado por Alceu, Sartori estava de licença, teria reajusto as tarifas de água em 116%. O juiz eleitoral entendeu que o programa fazia parecer que o aumento foi linear para todos os usuário, o que não era fato e deu ganho de causa a candidatura da colicação Caxias Para Todos. A imprensa caxiense noticiou o direito de resposta mas não o fato. Mas afinal o que aconteceu de verdade?

O juiz tem razão. A água não iria ser reajustada em 116% para todos os usuário. Apenas para os que consumiam menos. É exatamente isso que você leu. Na verdade não era um reajuste. A proposta do executivo acabava com as faixas de consumo de 5 m³ até 9 m³, transformando a faixa de 10 m³ a mínima para todos os usários. Com isso o reajuste chegava até a 116% para quem pagava o que era a tarifa básica.

Durante muitos anos vigorou a taxa básica de 10m³ na cidade. Durante o governo Pepe Vargas (PT) foi instituídas as faixas menores e a tarifa social. A ideia do Samae era acabar com isso. Porém a repercursão foi tão negativa, havendo inclusive inquirições por parte do Ministério Público, que o prefeito Sartori voltou atrás e estabeleceu um reajuste de 11,88%, para a tarifa básica de 5m³ e 18,95% para as outras faixas. No ano de 2010 o reajuste foi de 21,42%. Em 2011 foi de R$ 1,00 para até 5m³ e 14,9% para as outras faixas e nesse ano foi de R$ 1,50 para quem consome até 5m³ e de 9,68% para o restante.

Durante todo o segundo governo Sartori (2009-2012) a tarifa básica do Samae passou de R$ 10,60 para R$ 16,90 representando um reajuste de 59,43%. A inflação, entre 2008 e 2011 (ano anterior ao reajuste), foi de 25,20%.

Havia uma promessa em 2009, até agora não concretizada, de estabelecimento de uma tarifa social da água para as famílias que estão cadastradas em algum programa de transferência de renda (bolsa família, por exemplo).

Será que no próximo governo haverá uma tarifa menor para as famílias mais carentes?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados