quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Agora é Assis Melo que pode ter a candidatura cassada

O site do Jornal Folha de Caxias divulgou a poucos instantes que o promotor eleitoral, Rafael Festa, entrou com um pedido de impugnação da candidatura de Assis Melo (PCdoB) e de seu vice João Carlos Berti (PPS). Ele pede a cassação dos registros e, caso eleitos, a cassação dos diplomas.

A argumentação é de uso indevido da estrutura do sindicato, abuso de poder político e de autoridade e ausência de desincompatibilização de fato da entidade. Presidente licenciado do Sindicato dos Metalúrgicos, Assis participou de assembleias da entidade nos dias 10 e 12 de julho, nas empresas Progás e Marcopolo e 21 de julho na frente da sede do sindicato, quando o índice de reajuste salarial da categoria foi aprovado.

O promotor já havia iniciado a investigação sobre esse tema ainda em julho. Porém, na época, ele disse que iria avaliar conforme o andamento da campanha. É bastante provável que o pedido de impugnação de Alceu Barbosa Velho (PDT) tenha feito com o que o promotor acelerasse a análise desse pedido para não parecer parcial. 

No final das contas as duas histórias são as mesmas. É o eterno jogo de tentar buscar vantagem no processo eleitoral. Assis tentou catapultar seu prestígio participando, já licenciado, de atividades feitas sob medida pelo sindicato dos metalurgicos. Alceu, do mesmo modo, usou e abusou de permissões para acesso em áreas e setores da prefeitura onde nenhum cidadão pode ir normalmente (como uma obra em construção).

Nos questionaram no Facebook se acreditamos que isso vá "dar em alguma coisa". Nossa resposta foi: "Não sabemos, mas se não for dado um basta, daqui a quatro anos não haverá mais limites".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com