sexta-feira, 21 de setembro de 2012

ONG encaminha representação ao Ministério Público por podas excessivas

Foto: Vera Damian
O Instituto Orbis, ONG ambiental de Caxias do Sul, encaminhou um pedido ao Ministério Público para que haja uma investigação sobre as podas que são consideradas excessivas. A entidade tomou a ação depois de dezenas de casos relatos, nas redes sociais, atraves de um perfil, no Facebook, chamado Conselho das Árvores.

O objetivo dos ambientalistas é que o Ministério Público investigue se as podas, que estão sendo feitas pela Prefeitura de Caxias do Sul, no último mês, e que estão deixando as árvores quase no tronco, estão sendo feitas de maneira correta.

Apesar de extremamente importante, esse fato ganhou poucas linhas na imprensa hoje. Entretanto o jornal Pioneiro traz uma notícia escandalosa. Mais de 3600 árvores são cortadas todos os anos em Caxias do Sul. Excluem-se desse números as do interior do município e aquelas da barragem do Marrecas (mais de 6 mil araucárias).

Porém esse número pode ser maior pois a Secretaria do Meio Ambiente não faz ideia do total pois muitos alvaras ainda são manuais e não foram inseridos no sistema. Também não há nenhum levantamento sobre a cobertura vegetal urbana. Em resumo a Secretaria do Meio Ambiente não faz a mínima ideia sobre o meio ambiente de Caxias do Sul.

Cabe agora ao Ministério Público avaliar o requerimento. A primeira medida deve ser buscar esclarecimentos junto à prefeitura. Porém como os promotores andam pelas ruas da cidade e viram as "podas" talvez eles tenham uma ação mais rápida para evitar prejuizos maiores. Seria uma boa notícia no dia da árvore.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com