Exemplo de dedicação ao serviço público

Rosenir, com o diploma, viajou 5 horas de barco, no escuro,
com gasolina emprestada, para finalizar a contagem de voto
no Acre.
Queremos compartilhar esse relato do servidor da Justiça Eleitoral do Acre, isso mesmo, Acre! Rosenir Elias dos Santos, 23 anos, trabalha em Marechal Thaumaturgo, a 558 quilômetros da capital acreana. Trabalho corriqueiro como ele mesmo diz, só que na noite do dia 7 para 8 de outubro Rosenir virou peça fundamental para a finalização da apuração do primeiro turno no Acre.

Faltavam duas urnas para finalizar a contagem de voto e justamente as do seu município. O problema é que elas ficarm em Foz do Bajé, localidade de difícil acesso, a cinco horas de barco do Posto de Atendimento Eleitoral, pelo Rio Tejo. A transmissão dos dados naquele local, que comporta duas seções eleitorais, só é possível via satélite.

Rosenir recebeu a notícia do atraso na transmissão por telefone. Do outro lado da linha, outro servidor informava que talvez só fosse possível chegar ao local no outro dia de manhã, de helicóptero, a menos que houvesse uma solução mais rápida.

“Foi quando eu saí procurando um barqueiro, de noite, com a cidade totalmente parada após a eleição e os postos de gasolina todos fechados. Em Thaumaturgo os postos fecham às 17h”, destacou.

O servidor encontrou o barqueiro, mas sem gasolina. Conseguiu alguns litros emprestados com um conhecido, o suficiente para chegar em Foz do Bajé, exatas cinco horas depois. Se fosse de dia, faria a viagem pela metade do tempo, afirma.

A noite estava fria, com muita neblina e sereno. A lanterna usada mal iluminava o caminho em que o barco de pequeno porte percorria. Ao chegar na localidade, Rosenir sabia que ainda teria o mesmo trecho a percorrer no caminho de volta.

Rosenir nem sabia, mas só ao chegar à Foz do Bajé já era considerado um herói pelos servidores e magistrados do TRE-AC, que aguardavam o desfecho das eleições. Desfecho que ele conseguiu realizar por volta de 1h do dia 8, quando destravou o equipamento de transmissão, para que a operação fosse concluída pela técnica. Pronto. Eleições no Acre apuradas. E o Estado foi o 16º a fechar as eleições e não o último como foi noticiado pela mídia nacional.

“O ato heróico do Rosenir apenas traduz o esforço de todos os servidores da Justiça Eleitoral que atuam nesta grande missão, que é fazer eleições e levar democracia aos lugares mais longínquos desse país. Estão todos de parabéns. A homenagem é para todos”, destacou o presidente do TRE-AC, desembargador Pedro Ranzi.

E durante as eleições tem gente que reclamava de andar algumas quadras para votar.

Com informações do setor de comunicação do TSE

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados