segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Pragmatismo político levará o PCdoB para a situação?


Uma pergunta que será respondida nos próximos dias é se o PCdoB fará parte da base do governo Alceu Barbosa Velho (PDT). O convite para os comunistas teria sido feito, informalmente, por um interlocutor, que não foi revelado. Porém o que era informal acabou levando status de coisa séria já que a direção municipal do PCdoB discutiu, a sério, a questão.

A direção do PCdoB e o prefeito eleito devem reunir essa semana para discutir o assunto. Comenta-se que foi oferecido, aos comunistas, a Secretaria de Turismo, cargo ocupado estadualmente por Abigail Pereira (PCdoB). Porém o partido não confirma que houve a apresentação de uma proposta.

Na justificativa, oficial, o PCdoB diz que participaria do governo Alceu se tivesse um cargo onde pudesse colocar em prática suas propostas de campanha. Nessa caso, o Turismo, não encaixaria bem com esse argumento.

Para além dos argumentos oficiais o que surge por trás dessa guinada, a direita, dos comunistas é a sobrevivência política de seu deputado federal, Assis Melo. Assis foi o único candidato que perdeu votos entre o começo e o fim da campanha. Assis tinha 23% das intenções de votos em julho, mas acabou com apenas 10% em 7 de outubro. Alceu cresceu, Daneluz cresceu, Corlatti e Possamai ficaram iguais, só Assis caiu. Apesar da grande exposição na TV o partido deve estar fazendo as contas da possibilidade de reeleição. Cabe lembrar que Assis dependeu das imensas votações de Manuela D'Avila (PCdoB) e de Beto Albuquerque (PSB) para conquistar a cadeira federal.

Participar da situação daria base de atuação para aumentar a penetração do partido na cidade e assim diminuir a dependência dos puxadores de voto.

Entretanto a mudança da oposição para a situação terá um preço. O maior deles é admitir que o programa de governo era um faz de conta. Que pouco importava o que se dizia na campanha já que, passada as eleições, tudo é a mesma coisa. Será que as pessoas aceitarão esse pragmatísmo todo?

A segunda questão é seu colega da chapa, o PPS, que rachou com a base governista e foi para o lado de Assis para não deixá-lo sozinho na disputa. O PPS pagou um alto preço por isso. Foi excluído do governo, perdeu filiados que não quiseram abrir mão dos cargos e agora estão prestes a ser deixados na mão. Como não tem votação para barganhar devem ficar de fora da negociação dos CCs 8.

Resta saber se a conta da barbanha, como diz o prefeito Alceu, "vai ser bom para ambas as partes".

Se os partidos se acertarem, a cidade, e os eleitores, que se lixem.

4 comentários:

  1. Vejo como absurdas muitas das interpretações colocadas neste texto, até porque quem escreve neste blog são companheiros petistas que deveriam fazer uma reflexão sobre os caminhos que se desenham na solidão para o PT. Por que será que está ocorrendo esse isolamento do PT em Caxias, se os partidos da base do Alceu, na sua grande maioria, estão com Dilma e Tarso? Aliás, Dilma poderá ter dois palanques no Estado. Falta o Polenta News fazer interpretações e análises sobre os motivos que levaram Dilma a tirar Pepe do páreo. Não seria para ajudar e a fortalecer o PDT visando a busca da reeleição em 2014 e fortalecimento de partidos da grande aliança do governo federal? Por que só o PCdoB estaria guinando para a direita, se o PDT é o ex-partido de Dilma e está com Tarso e a presidenta? Perguntas que exigem respostas dos companheiros que assinam o blog Polenta News.

    ResponderExcluir
  2. Roberto. No plano nacional Caxias não tem tanta importância política assim para fazer com que a presidenta Dilma tenha feito um movimento de tirar o Pepe para apoiar o PDT. Isso é verdade se considerarmos que o Alceu, prefeito eleito, votou na Dilma a contragosto e o PMDB de Caxias, veladamente pois não poderia fazer em público, foi Serra. Logo esse hipótese está negada pelos fatos.

    Se pensar em governo do estado, aí sim pode ter alguma lógica. Nesse caso o PDT se incorporou a base do governo Tarso, ele estava coligado com o Fogaça. Porém o PDT atual tem muito pouco do partido que era quando a Dilma estava nele. Porém os movimentos do Tarso são sim de construção de uma ampla base de aliança, antes da eleição.

    O que questionamos é que depois de dar um discurso de oposição, de questionar muitos e muitos pontos da atual administração, tudo tenha ficado lindo e maravilhoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  3. Não é ficar tudo maravilhoso. Pelo contrário, Polenta News. O PCdoB quis saber qual seria sua participação no programa de governo e não apenas o cargo, porque isso seria fisiologismo. O respeito aos partidos precisa existir sob pena de ser muito criticado quando uma determinada sigla se acha a detentora da razão em todos os aspectos e análises políticas. A conjuntura nacional e a eleição de Caxias têm, sim, influência uma sobre a outra. Ou não interessa para a Dilma ter um palanque certo em Caxias, onde Lula e ela sempre perderam? Sendo o PDT da base, seu ex-partido, ajuda e muito. Não sejamos hipócritas. Sejamos realistas. O que não dá é para um partido, como o PT, julgar outro, neste caso, o PCdoB, por estar conversando, dialogando, com outras forças que valem para o Estado e para o governo federal, mas não valem para Caxias. O PCdoB pode estar nos governos federal e estadual com essas forças, mas em Caxias é crime? É ser da direita? Convenhamos, companheiros do PT, temos de manter o equilíbrio. Afinal, o próximo prefeito de Caxias, Alceu Barbosa Velho, foi líder do governo Pepe Vargas na Câmara de Vereadores, e o PDT só não se manteve alinhado com o PT porque talvez tenha sido excluído em algum momento. Talvez tinha sido a prometida a vice-prefeitura em algum momento, mas isso não se concretizou. Portanto, é bom resgatar a história para não parecer que ela começa no hoje ou no amanhã. Abraços e boa luta.

    ResponderExcluir

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com