sexta-feira, 8 de março de 2013

Quem entende de feminismo?

Hoje, 8 de março, comemora-se o dia Internacional da Mulher. Flores, Perfumes, homenagens.... Tudo muito rosa e delicado. Mas será que é disso que as mulheres precisam? É isso que representa o 8 de março?

No início desta semana Caxias se deparou com um caso de estupro que estarreceu a cidade, quando uma mulher foi abandonada na Estação Férrea nua, ferida e com sinais de abuso. Aliás, diariamente, centenas de mulheres são violentadas, física, moral e economicamente em nossa cidade. Atrás de cada caso sem denúncia, não há um ser humano que gosta de apanhar, mas uma pessoa humilhada, dependente, muitas vezes, econômica e psicologicamente de seu agressor.

Não é a posição de vítimas que as mulheres buscam, mas a igualdade de direitos e oportunidades com os homens. Pois não; não há igualdade! Afinal, as mulheres...

... recebem salários, em média, 30% menores que o dos homens;

... sofrem violência doméstica;

... destinam 26,6 horas semanais ao trabalho doméstico, enquanto os homens apenas 10,5;

... têm sua capacidade intelectual menosprezada;

... sofrem a mercantilização de seus corpos e de suas vidas;

... são responsabilizadas pelas tarefas de cuidado da família;

E, por tudo isso, as mulheres ocupam muito menos espaços de direção, cargos públicos e políticos. As mulheres têm menos poder que os homens.

Muitos dirão que hoje já está tudo igual. Até mulher Presidenta o Brasil já tem. Pois a Dilma é a exceção da exceção, já que os homens são mais de 90% dos políticos eleitos no país.

O que querem as feministas?

IGUALDADE!

LIBERDADE!

RESPEITO SEM PRECONCEITO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com