quinta-feira, 18 de abril de 2013

Suspensos os efeitos das Assembleias realizadas por usurpador da UCES

Justiça determina: Gilson Fernandes não é mais o
presidente da UCES
Foi publicada nesta quarta-feira decisão liminar de "suspensão dos efeitos dos atos decorrentes das assembleias realizadas em 04/08/2012 e em 08/09/2012, especialmente a eleição da nova diretoria da UCES e a criação de novo estatuto", até que definitivamente julgada a demanda. A ação judicial foi movida por dois estudantes secundaristas.

Na setenção a Juiza Luciana Rizzon considerou que as "Às irregularidade ocorridas na eleição da nova diretoria da UCES, está suficientemente comprovada pelos documentos". 

Por falta de mobilização dos estudantes, a UCES - União Caxiense de Estudantes Secundaristas, estava sem direção há alguns anos. Percebendo o "nicho das carteirinhas", o estudantes de administração, Gilson Fernandes, elegeu nova Direção da entidade, da qual hoje é presidente provisório e alterou o estatuto da entidade, incluindo os estudantes universitários na representação da UCES.

Gilson já é formado e era o "líder" de adolescentes que estavam no ensino médio. Em 2012 Gilson já havia fundado a entidade União dos Estudantes da Serra, confeccionando carteirinhas e vendendo aos estudantes por R$ 15.

No último período, além de expedir carteirinhas estudantis e usurpar uma entidade que conta com mais de 30 anos de fundação, Gilson também estava "fiscalizações" em casas noturnas para averiguar se as mesmas estavam cobrando meia-entrada dos estudantes. Desta vez, usurpando a função pública da fiscalização municipal. Veja mais aqui.

Há boatos de que Gilson iria renunciar ao cargo de Presidente, pois sentiu que a situação estava ficando feia após o ajuizamento da ação pelos alunos secundaristas e após a denúncia feita ao Ministério Público pelos vereadores Guila Sebben (PP) e Rafael Bueno (PCdoB).

Justiça seja feita e que as entidades de representação estudantil permaneçam nas mãos de quem realmente é legítimo para liderá-las: os estudantes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com