segunda-feira, 24 de junho de 2013

Dilma ouviu a voz das ruas



Em um pronunciamento, na abertura de uma reunião com todos os governadores de estado e prefeitos das capitais, a presidenta Dilma Rousseff anunciou 5 pactos para o Brasil. Essas propostas contemplam, pelo menos em parte, as reivindicações feitas pelos milhões de manifestantes que foram às ruas do país, desde o dia 17 de junho.

As propostas, quando efetivadas, podem mudar a cara do país. Os cinco pactos são:

Responsabilidade Fiscal: Para combater a inflação;


Plebiscito para Reforma Política: Será realizado um plebiscito para que a população diga se deve ou não ser convocada uma constituinte exclusiva para reformar a constituição. Se a proposta for aprovada um grupo de constituintes serão eleitos somente para esse fim, diferente do que aconteceu com a constituição atual.

Corrupção como crime hediondo: Uma proposta que veio das ruas e que transformaria a corrupção dolosa (quando o indivíduo tem intenção de praticar o ato). Isso valeria para o corrupto e para o corruptor, ou seja, vale para o político, para o empresário, para o funcionário público, para o policial, para todo mundo.

Pacto pela Saúde: criação de 11.447 novas vagas de graduação e 12.376 novas vagas de residência médica; contratação de médicos estrangeiros para as regiões do país onde haja deficiência de profissionais e incentivos para a ida de médicos para o interior.

Pacto pela Mobilidade Urbana: Destinação de R$ 50 bilhões para obras de mobilidade urbana. Incentivo ao VLT, Metrô, entre outros. Também anunciou a  criação do Conselho Nacional do Transporte Público, com a participação de representantes da sociedade civil e dos usuários, para assegurar uma grande da participação da sociedade na discussão política do transporte e uma maior transparência e controle social no cálculo das tarifas.

Ainda há o Pacto pela Educação com a destinação de 100% dos royalties do Pré Sal para a educação. Esse projeto já está na Câmara dos Deputados tramitando em regime de urgência e deve ser votado essa semana.



Apesar de não contemplar todas as pautas do movimento, porque eles eram dezenas, são pontos importantes que, com certeza, entraram na pauta graças ao movimento das ruas. O Brasil parece estar saindo mais forte dessas manifestações. Vamos esperar para ver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com