quarta-feira, 31 de julho de 2013

Folha de Caxias dá "escorregada" em análise econômica


A Folha de Caxias deu uma bela escorregada à direita ontem em sua "responsável" análise sobre a economia brasileira.

Claudio Scherer, que assina a coluna "Livre Expressão", saiu com essa:

"Acho que aos poucos se chega à conclusão de que não há mais o que esconder. O Brasil vive uma crise econômica terrível, talvez sem precedentes. Até o momento o Governo tenta, com unhas e dentes, maquiar a situação, com paliativos aqui e acolá, mas ao que tudo indica, os dias para isso estão contados."
Depois de profetizar a desgraça econômica brasileira, quando o país é um dos poucos que se encontra longe da crise e possui níveis de emprego superiores aos dos países europeus, encontramos a seguinte nota no mesmo dia e no mesmo jornal:

"Micro e pequenas empresas apuraram, em junho, a primeira queda de pontualidade de pagamentos em sete anos na comparação com maio. Ainda assim, a inadimplência é baixa, pois os atrasos acima de sete dias representam 4,3% do total. De acordo com os economistas do Serasa Experian, o recuo é reflexo do impacto adverso dos protestos sobre o ritmo dos negócios e da elevação das taxas de juros, encarecendo o custo financeiro das empresas."

Essa análise foi escrita por Roberto Hunoff, na coluna Livre Iniciativa.

 Pelo jeito, nem mesmo a redação do jornal tem controle sobre seus colunistas, já que em uma mesma edição, um contrapôs o outro.

Está faltando ao jornal responsabilidade em suas publicações, principalmente quando propagandeia teorias conspiratórias do caos econômico sem qualquer embasamento técnico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com