sábado, 13 de julho de 2013

Médicos se mobilizam na internet para atrasar programa Mais Médicos

Médicos brasileiros se mobilizam na internet para atrasar o cronograma do governo com a importação de estrangeiros. A ideia é fazer com que todos os profissionais se inscrevam no programa Mais Médicos, lançado pelo governo federal na última terça-feira (8/7). Os médicos não dariam prosseguimento às outras etapas da seleção.

A mensagem abaixo foi postada compartilhada no Facebook por uma médica que trabalha em uma UPA.


A estratégia seria de que os profissionais da saúde fazer o cadastro no programa, e boicotar as etapas posteriores.  O atraso faria com que o Conselho Federal de Medicina (CFM), ganhasse mais tempo para conseguir uma liminar na justiça e barrar a importação dos médicos estrangeiros.

Obviamente o Conselho Federal de Medicina está negando a autoria da nota, bem como diz que não estimulou a ação. Independente de confirmar ou não, isso demonstra o grau de desrespeito que uma parcela, infelizmente, expressiva, da categoria tem com a população. Isso pode ser resumido com a ultima frase da nota "então somos nós que podemos nos foder com esse pessoal".  O objetivo é claro, criar uma reserva de mercado para garantir privilégios para alguns.

Felizmente essa visão não é compartilhada por toda a categoria e esses atos de radicalismo estão causando indignação em alguns médicos.

Um comentário:

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com