quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Vereador flagrado vendendo atestado médico

O vereador Joaquim Boeira de Vargas (PMDB) de Vacaria que é médico, dono de farmácia e não é cubano, foi flagrado pela reportagem da rede gaúcha vendendo atestado médico, para justificar falta no trabalho, e revalidado receitas vencidas. 

Um atestado médico custava R$ 20,00. Uma revalidação de receita vencida, sem olhar o paciente, custava R$ 10,00. Essas receitas poderiam ser usadas para alimentar o mercado paralelo de medicamentos.

O Promotor de Justiça Luis Augusto Gonçalves espera a conclusão do inquérito pela Polícia Civil para adotar as medidas cabíveis neste caso. Adianta que é uma denúncia grave contra um profissional da área da medicina.  

E a Câmara de Vereadores de Vacaria? Vai encarar isso como quebra de decoro parlamentar? Joaquim Boeira de Vargas foi o terceiro vereador mais votado em 2012 com 1.174 votos.


E as entidades médicas que tanto criticam o programa Mais Médicos, por exemplo tomarão alguma atitude a respeito? Ou vai rolar um corporativismo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com