As dívidas partidárias de Alceu

Foto: Andreia Copini
Ontem (29/01), o vereador Pedro Incerti (PDT) anunciou todo feliz que será o novo líder do governo na Câmara de Vereadores. Sob os olhos dos mais desatentos, tal escolha do Prefeito parece apenas uma reconciliação com o vereador sindicalista que no ano passado teceu duras críticas ao governo municipal e ao próprio Alceu Barbosa Velho. Incerti achincalhou o prefeito por ter recebido diárias em um momento de anúncio de corte de gastos.

Ainda em 2013, Incerti ganhou a batalha partidária sendo eleito presidente municipal do PDT com o apoio dos vereadores Virgili Costa e Jaison Barbosa. Alceu comeu poeira e não elegeu seu candidato, o Secretário de Governo Agenor Basso.

No final do ano, quem se deu mal foi Incerti, que não levou a Presidência da Câmara de Vereadores. O vereador lançou sua candidatura com o apoio da maioria da bancada do PDT - Virgili Costa e Jaison Barbosa. Porém, às vésperas da eleição, o Prefeito Alceu ligou pessoalmente para os vereadores situacionistas e articulou a candidatura de Gustavo Toigo (PDT). No dia da eleição, Incerti teve de retirar sua candidatura. Vociferou que foi injustiçado e que as forças externas estavam novamente atuando. Toigo foi eleito Presidente da Câmara.

Agora, para dar uma acalmada nos ânimos, Alceu resolveu começar a pagar a conta ao partido por ter colocado Toigo na Presidência da Câmara de forma, digamos, não muito democrática.

Com tantos partidos no governo e tantas desavenças políticas para resolver, restam ainda muitas contas a pagar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados