sábado, 18 de janeiro de 2014

Barbosa tem férias na Europa custeadas pelo STF


O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, antecipou suas férias, deixando em aberto mandados de prisão de dois condenados na AP 470, o deputado João Paulo Cunha (PT) e o delator do esquema do chamado “mensalão”, Roberto Jefferson (PTB).

Barbosa viaja a título pessoal pela Europa. Mesmo assim, terá parte das férias financiadas pela Corte. Segundo o Estado de S. Paulo, ele receberá 11 diárias, no valor total de R$ 14.142,60, por duas palestras - em Paris (França) e Londres (Inglaterra), no período de 20 a 30 de janeiro.

De acordo com o cronograma do Supremo, a primeira palestra, de 30 minutos, segundo o site da Agence Nationale de la Recherche, está marcada para o dia 24 em Paris. A segunda ocorre cinco dias depois, em Londres.

O judiciário é um dos poderes com maiores mordomias e, o mais imune as críticas. Se cobramos que Renan Calheiros, Sarney, ou quem quer que seja utilize do erário público para assuntos pessoais, não podemos tolerar que o presidente do STF tenha tantas regalias. Se ele realmente fosse ético, como seus seguidores defendem, Joaquim Barbosa deveria devolver o dinheiro das diárias. Ele fará isso?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com