quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Nem parece que é ano de Festa da Uva

Faltando 36 dias para o início da 30ª Festa da Uva, um turista incauto que passasse pela cidade nem notaria que estamos tão perto da abertura da maior festa da cidade. Não há, praticamente, vestígios de que a Festa da Uva acontecerá esse ano.

As ações da prefeitura até agora foram limpar o Monumento ao Imigrante e ajeitar os canteiros da Av. Júlio, coisas que devem ser feitas todo o ano. Em relação a Festa propriamente dita, excetuando algumas ações das soberanas, e algumas panfletagens não está acontecendo nada.

Nem mesmo a tosca decoração que fomos brindados na edição de 2012 (veja aqui).

A Festa da Uva se tornou um evento burocrático. A mesma fórmula é repetida ano após ano. Ônibus e mais ônibus de excursão chegam de dia (e os caxienses vão a noite antes de algum show) e todos seguem o imenso labirinto de empresas e vendedores de "artesanato" como se fossem ratinhos de laboratório. Ao final ganham uma caixinha de uva. Um ou outro show espalhado pelo trajeto deixam o ambiente com cara de mercado persa.

Mas a Festa da Uva movimenta muito dinheiro. Agências de publicidade ganham, empreiteiros ganham, produtores musicais ganham, prestadores de serviço ganham. Realmente é uma bela cadeia produtiva. Mas o que a cidade ganha mesmo? A vida em Caxias praticamente não muda durante a Festa da Uva (retirando o fato que a prefeitura esquece da manutenção dos bairros para montar a estrutura nos pavilhões, mas isso ela esquece sempre). Os restaurantes continuam fechando às 13 horas e às 22 horas. Os quiosques de informação continuam sem ninguém para dar informações. O comércio continua com a sua vida normal. Não oferecemos nenhum atrativo para que o turista fique mais um dia em nossa cidade. Resultado? Eles vão gastar seu dinheiro em Bento, Gramado, Canela...

Caxias perdeu uma oportunidade única. 2014 é o ano da Copa do Mundo e o Brasil está no centro das atenções mundiais. Não fizemos nenhum esforço real para garantir alguma seleção em nossa cidade na fase preparatória. Mas 8 países jogarão em Porto Alegre. Não poderíamos pensar em atividades para atrair quem vem assistir os jogos para a Serra? Em Porto Alegre uma versão reduzida do Acampamento Farroupilha vai acontecer durante a Copa. Não poderíamos oferecer alguma festividade como a Festa da Uva nesse mesmo período?

Mas para isso são necessários gestores públicos de visão, coisa que é bem rara entre os secretários que foram acomodados em seus cargos em troca de apoio político.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com