UAB terá que mudar sua diretoria para não perder repasse de verbas

Uma nova interpretação da legislação pode impedir o repasse de recursos para a União das Associações de Bairros (UAB). A prefeitura exige que a entidade retire integrantes da diretoria da entidade que são servidores municipais. No caso da atual diretoria seriam dois diretores. O que causou estranheza em uma parcela da diretoria é que os diretores, que teriam que ser trocados, fazem parte de partidos da base do governo Alceu. Um é do PMDB e outro do PSB.

O prefeito Alceu estaria irredutível nessa questão. Em uma reunião com integrantes da UAB o prefeito apresentou a situação de que a proibição é embasada em lei federal e, por isso, a presença dos servidores impede o repasse da verba à entidade.

Para a entidade a perda de recursos é gigantesca. São R$ 145 mil de verba direta, mais R$ 45 mil do Fundel para as atividades esportivas. Isso representa mais de 90% de toda a receita da entidade.

O "fogo amigo" disparado contra a prefeitura em uma entidade que praticamente não questiona o governo parece um disparate. Em 2013 a entidade sofreu com a falta de pontualidade dos recursos. O valor é dividido em 12 parcelas e deveria ser repassado todo o mês mediante prestação de contas do mês anterior. "A prefeitura chegou a atrasar três meses o repasse", informou um diretor que preferiu não se identificar.

A entidade vai discutir a situação nesse final de semana. Integrantes do PMDB, que estão na diretoria da UAB estão indignados com a atitude de Alceu. Resta esperar os próximos desdobramentos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados