sábado, 22 de fevereiro de 2014

Copa do Mundo irá gerar 12 mil empregos em Porto Alegre afirma pesquisa


Os turistas que virão a Porto Alegre devem gastar cerca de R$ 360 milhões, o que irá gerar uma elevação do PIB do Estado de cerca de R$ 500 milhões. Além disso, haverá um incremento de R$ 35 milhões na arrecadação de ICMS e a geração de 12,5 mil empregos. Os dados foram apresentados, nesta quarta-feira (19), pelo presidente da Fundação de Economia e Estatística (FEE), Adalmir Marquetti e o secretário do Planejamento, Gestão e Participação Cidadã, João Motta, em entrevista coletiva na sala de eventos da FEE.

O estudo “Estimativa do Impacto Econômico do evento Copa 2014 no RS” mostra que o Rio Grande do Sul pode ter um acréscimo financeiro de R$ 503,6 milhões, sendo que R$ 228,3 milhões entrariam na economia gaúcha de forma direta e R$ 275,3 milhões de forma indireta. O levantamento foi realizado pela fundação com o apoio de pesquisas da Embratur e da Fecomercio/RS.

Em 2013, a Embratur calculou que 207,9 mil turistas deverão ser atraídos ao Estado especificamente para o evento, entre brasileiros e estrangeiros. A pesquisa da Fecomercio/RS, por sua vez, buscando captar principalmente os gastos dos turistas no comércio local e já levando em conta os países que vão jogar em Porto Alegre, chegou ao valor de R$ 360 milhões em gastos de turistas, sem levar em consideração as despesas efetuadas com passagens aéreas e ingresso para as partidas. Ou seja, o valor se refere ao que irão consumir em hotelaria e comércio.

Ainda de acordo com a pesquisa da FEE, os ganhos para o Estado com a realização da Copa 2014 podem ser divididos em dois níveis: tangíveis (obras e melhorias da infraestrutura e gastos com turistas durante a realização do evento) e intangíveis (publicidade mundial com possibilidade de alcance de mais 1 bilhão de pessoas em todo o mundo durante o período de duração do evento na Capital.

O presidente da FEE, Adalmir Marquetti, aponta que cada turista deve gastar cerca de R$ 12 mil durante o Mundial, incluindo passagem e entradas para as partidas. Segundo Marquetti, o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, comunicou que a Capital se destaca como a cidade-sede com maior venda de ingressos e encontra-se em terceiro lugar entre as sedes que receberão maior número de turistas estrangeiros. ”A Copa está gerando controvérsias, mas no aspecto financeiro e econômico é um bom negócio para o Brasil”, avaliou ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com