Professores municipais realizarão ato no desfile da Festa da Uva

Professores protestaram durante uma das sessões da Câmara,
agora farão ato durante o desfile da Festa da Uva
O ato, que deve ser silencioso é uma iniciativa dos professores da rede municipal e pede a revogação da Lei 450/2013, de autoria do prefeito Alceu Barbosa Velho (PDT), que alterou a remuneração das horas extras deste grupo profissional. A concentração para a manifestação será em frente ao sindicato dos servidores municipais para posterior deslocamento até o local do desfile.

A mobilização foi proposta durante uma reunião com os delegados sindicais na última segunda feira. Os manifestantes tentarão entregar um documento, ao Ministro da Educação, durante a inauguração do IFRS, no bairro Fátima.

O projeto de lei que gera perdas salariais de mais de 30%, dependendo do caso, foi aprovado na véspera do feriadão de 15 de novembro, do ano passado. O prefeito afirma que o sindicato havia concordado com a proposta na discussão do dissídio. O SindiServ, por sua vez, nega veementemente. No dia da votação havia apenas dois integrantes do sindicato presentes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados