domingo, 6 de abril de 2014

Pesquisa Ibope mostra polarização na corrida para o governo do estado e liderança isolada para o senado

A pesquisa Ibope/RBS publicada nesse final de semana, mostra um cenário polarizado (para variar) na disputa para o governo do estado. Ana Amélia Lemos (PP) e Tarso Genro (PT) possuem a preferência da maior parte dos eleitores.

Quando não são apresentados os nomes dos candidatos, Tarso Genro tem 11% e Ana Amélia 8%. Depois vem José Ivo Sartori (PMDB) com 2% e Vieira da Cunha (PDT) 1%. Como a margem de erro é de 2 pontos percentuais eles ficam abaixo da margem de erro. Nesse quesito 71% das pessoas dizem que não sabem em quem vão votar, um número muito expressivo!

Quando a pesquisa é estimulada (os nomes dos candidatos são apresentados), Ana Amélia tem 38%, Tarso Genro, 31%. Depois vem os nanicos. Sartori com 5%, Vieira da Cunha com 3%, Robaina (PSOL) 1%. Dois candidatos, José Cairoli (PSD) e Vicente Bogo (PSDB) aparecem com 0% na intenção de votos.

O primeiro levantamento do Ibope, em setembro do ano passado, mostrava um quadro praticamente igual (veja aqui). Naquela época Tarso tinha 27% e Ana Amélia 26%. Os dois candidatos subiram na intenção de votos, Ana Amélia mais que Tarso, e os demais ficaram no mesmo patamar.

Nem a exposição de Sartori na mídia por conta da prévia interna do PMDB ajudou o candidato que tinha 4% em setembro passado e tem 5% agora.

O PMDB aposta todas as fichas numa arrancada, como Rigotto fez em 2002, para isso irá contar com o tempo de televisão, que é muito grande. Para o PDT a esperança é formar qualquer aliança, por mais esdrúxula que pareça para garantir um tempo de TV e não fazer muito feio. Outra esperança pedetista é que seu candidato ao Senado, Lasier Martins, puxe a campanha do candidato a governador.

Para o Senado Lasier Martins é favorito

Parece brincadeira mas a RBS tem chance de eleger mais um Senador. A pesquisa Ibope mostrou que Lasier Martins (PDT) é o favorito nas pesquisas até agora. Dependendo o cenário Lasier vai de 38% a 45% da intenção de votos.

Na simulação que seria a mais provável hoje, Lasier tem 38%, Simon (PMDB) 18%, Emília Fernandes (PCdoB), 10%, Germano Bonow (DEM), 6% e Júlio Flores (PSTU) 3%.

A pesquisa mostra o fim da "unanimidade" de Pedro Simon no Senado. Há 8 anos ele só não perdeu a vaga porque as ultimas pesquisas mostravam ele mais de 20 pontos percentuais na frente de Miguel Rossetto (PT). Quando os votos foram apurados a diferença foi mínima.

Isso mostra, também, que pesquisa para o Senado é algo bem complexo. Apesar de ser uma campanha majoritária a população encara como campanha proporcional (para deputado) e os cenários mudam muito.

Mas os baixos índices do senador Simon podem fazer com que ele abandone o barco para outro candidato peemedebista para não acabar a carreira com uma derrota. O melhor posicionado, hoje, seria Rigotto que tem 13% das intenções.

A surpresa ficou por conta de Emília Fernandes que apareceu com índices de 10% a 13% um número muito significativo para quem não está no cenário político atual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com