sexta-feira, 9 de maio de 2014

Samae derruba 58 árvores no Parque da Imprensa

Árvores soltam folhas, então corta elas
No início dessa semana o Samae derrubou 58 árvores na área da Estação de Tratamento de Água Parque da Imprensa, no Bairro de Lourdes. O corte foi autorizado pela Secretaria do Meio Ambiente e segundo o diretor presidente do Samae, Eloi Frizzo (PSB), o órgão fará uma compensação ambiental com o plantio de 290 espécies nativas. Segundo Frizzo as árvores soltam uma resina forte sobre o solo e os tanques e estaria prejudicando o tratamento de água. Ele alega, também, que alguns galhos já caíram.

Ok, parece tudo bem. Só que não. Essa cobertura vegetal está lá há décadas, desde a construção da estação de tratamento e até agora, não parece que elas atrapalharam a qualidade da água dos caxienses. Se havia problema de queda de galhos por estarem velhos (o que é possível de acontecer) uma poda teria resolvido o problema.

Outra coisa estranha nessa situação é que técnicos do próprio Samae desconheciam a ação. Engenheiros, biólogos e outros profissionais concursados, que trabalham no local não teriam sido consultados sobre o corte das árvores. Estranho não?

Frizzo diz que entre a compensação ambiental haverá o plantio de árvores no mesmo local, só que de porte médio. "Em dois anos vai estar tudo povoado outra vez", afirmou.

Será? Ou será que há outros planos para o local, que por conta da polêmica não foi revelado agora? Daqui a pouco começa a construção de um CTG, uma churrasqueira, um campo de futebol, vai saber...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com