quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Começam as mudanças no trânsito no centro da cidade

Infográfico elaborado pelo Jornal Pioneiro
Iniciaram hoje as mudanças no trânsito, no centro da cidade, que fazem parte do SIM (Sistema Integrado de Mobilidade) que alterará, radicalmente, o modo como o caxiense se desloca no centro.

A primeira etapa prevê a proibição da conversão, à esquerda, nas esquinas da Júlio de Castilhos com a Garibaldi e Dr. Montaury, no sentido Centro-São Pelegrino e na Júlio de Castilhos com Visconde de Pelotas e Marquês do Herval, também a esquerda no sentido São Pelegrino-Centro. Na Sinimbu será proibida a conversão à direita nas esquinas com a Garibaldi e Dr. Montaury.

Além disso serão remajedas 249 vagas de estacionamento na Sinimbu, Pinheiro Machado e Avenida Rio Branco. A criação de novas vagas, para o preechimento destas será feito com a ampliação da Zona Azul e Verde. 

A proposta inicial do governo Alceu Barbosa Velho é valorizar a segurança do pedestre, desafogar o trânsito na área central e melhorar o serviço de transporte público.

Isso só será possível quando um conjunto de obras estiverem prontas. Entre elas a pista dupla do corredor de ônibus na Sininbu e Pinheiro Machado. Recursos via PAC Mobilidade Urbana, do governo federal, já estão destinados para essas obras. 

Aliado a isso a implantação da troncalização, que inicialmente será apenas no sentido Leste-Oeste, será fundamental para a melhora do trânsito, nos corredores de ônibus. 

Para ser realmente efetiva serão necessários superar dois desafios. O primeiro é cultural. Será necessário convencer os motoristas caxienses a respeitarem o espaço dos ônibus, ter que caminhar um pouco mais para estacionar e dar uma volta maior para chegar na porta de casa. A outra mudança é no planejamento. A última mudança no trânsito da Sinimbu, durante do governo Sartori, foi puramente estética sem melhorar em nada o trânsito de Caxias. 

Dar mais espaço para o pedestre é ampliar o espaço das calçadas o que é exatamente o contrário do que se fez com a abertura da Júlio de Castilhos onde existia o Calçadão. 

Melhorar o transporte público também é exigir, que o poder público, cobre da Visate a redução dos atrasos, novos e maiores grades de horários e preços de passagens mais justos. 

São muitos desafios. Recursos existem, vamos ver como as coisas andarão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com