sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Disputa entre Ana Amélia e Tarso parece congelada

Fonte: Jornal Já

A nova pesquisa sobre as intenções de voto para o governo do Estado, feita pelo Datafolha para a RBS e divulgada ontem, quinta-feira, é no mínimo intrigante.

Primeiro: mostra um quadro quase inalterado, desde o início da campanha, com a candidata do PP, Ana Amélia Lemos, entre oito e dez pontos, à frente do governador Tarso Genro, candidato à reeleição.

Uma situação cristalizada sobre a qual a campanha eleitoral que está a pleno nas ruas e nos meios de comunicação parece não produzir qualquer efeito.

Nem um fato bombástico, como a revelação de que Ana Amélia acumulou um cargo em comissão no gabinete do marido, o senador biônico Octavio Cardoso, com as funções de diretora da sucursal da RBS em Brasilia e de colunista do jornal Zero Hora, influiu. A candidata manteve os 37% da pesquisa anterior.

Verdade que a RBS fez um jogo de abafa. Não podia ignorar o fato, pela repercussão da denúncia, publicada no Sul21; mas minimizou-o o quanto pode.

De qualquer forma foi um petardo na postura moralista da candidata. Mas, segundo a pesquisa, os eleitores desdenharam…

Ao mesmo tempo, Tarso Genro sem qualquer fato notório que justifique, perdeu mais um ponto (havia perdido três pontos na pesquisa anterior) ficando com 27%..

Como são movimentos mínimos, que podem ser absorvidos dentro da margem de erro, fica a dúvida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com