sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Feltes: Mais um secretário de Sartori que não conhece a área que irá dirigir

O futuro governador José Ivo Sartori (PMDB) está demonstrando, até agora, uma forma bastante heterodoxa de indicar o futuro secretariado. A escolha, ao que parece, é por nomes que não tem nenhuma experiência com a área que irão trabalhar.

O primeiro nome foi o de Vieira da Cunha(PDT) (ainda não confirmado pelo partido) para a Educação (veja aqui). Vieira é advogado e foi político a vida toda, não tem nenhum conhecimento mais profundo sobre a área.

Ontem Sartori indicou Giovani Feltes (PMDB), deputado federal eleito, para a pasta da Fazenda. Feltes estranhou tanto o convite que precisou de 2 dias para pensar no assunto. Apesar de ter sido prefeito por três vezes (o que lhe daria pelo menos uma experiência de executivo), Feltes foi político a vida toda. Parece que foi essa característica que fez com que Sartori o escolhesse.

Segundo a colunista da Zero Hora, Rosane de Oliveira, "caberá a ele mostrar à sociedade, de forma didática, as dificuldades do Estado e a necessidade de adotar medidas amargas que estão em gestação", escreveu em sua coluna na Zero Hora de hoje.

Bom as "medidas amargas" são o congelamento dos reajustes salariais, a redução ou extinção dos programas sociais, a redução ou extinção das obras públicas (menos aquelas com o governo federal o que justifica a indicação de Márcio Biolchi, que fez campanha para Dilma).

Esse é o governo que Sartori não quis mostrar na campanha. O governo que fará o Rio Grande do Sul parar de investir. A lógica de que o estado não pode investir por que está endividado é falsa. A governadora Yeda aplicou o deficit zero e o RS teve crescimento zero. O atual governo investiu em infraestrutura e o RS é o estado mais cresce no Brasil.

Em sua defesa Feltes afirma que irá trabalhar com os bons quadros da secretaria da fazenda. Bom isso todos os secretários fariam. Já que Sartori dá tanto discurso de cortar CCs e como parece que irá indicar pessoas que não conhecem do assunto para as secretarias, Sartori poderia cortar os intermediários e economizar CC parando de indicar secretários só para contentar grupos políticos.

#prontofalei

Um comentário:

  1. "parando de indicar secretários só para contentar grupos políticos". Isso é pedir para o Sartori parar de fazer a ÚNICA coisa que ele saber fazer muito bem: agradar e cercar-se da maioria dos partidos políticos para "governar" e consequentemente se reeleger. FFoi assim em Caxias e assim será no estado. É isso que dá tornar a representação popular (com o aval da primeira dama e o consentimento do povo ) uma carreira,

    ResponderExcluir

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com