Comissão de servidores odontólogos emite nota contra descaso do governo municipal

Foto: SindiServ
Um grupo de servidores odontólogos (dentistas) concursados da prefeitura de Caxias do Sul, lançou uma nota pública onde cobra, do governo Alceu Barbosa Velho, o cumprimento da isonomia salarial (com a categoria dos médicos) além outras pautas que já estão em discussão há 4 anos. Veja abaixo a íntegra da nota. 

A Comissão dos Servidores Odontólogos do Município de Caxias do Sul vem a público informar a situação da categoria com respeito às reivindicações e a luta que vem sendo travada pelo cumprimento da isonomia salarial entre médicos e dentistas prevista em Lei Municipal e Leis Federais.

Desde o ano de 2010 a categoria segue em um processo de mobilizações com o objetivo de garantir o cumprimento da isonomia salarial entre Médicos e Dentistas do Município.

Em 2010, a categoria paralisou suas atividades durante 3 dias. Em audiência com o então Chefe de Gabinete do Governo Sartori, Sr. Edson Néspolo, a categoria dos odontólogos recebeu a garantia e o compromisso de que se os Médicos alcançassem algum aumento salarial com a greve (que se estendeu por quase 1 ano) este seria estendido à categoria dos odontólogos, já que a isonomia está prevista em Lei Municipal (Estatuto dos Servidores – Artigo 100; Lei Orgânica do Município - Artigo 23), e nas Leis Federais que regem salário mínimo para Médicos e Dentistas (Lei 3.999, 1961).

Em 2012, o Governo Sartori aprovou a Lei Complementar 409, que alterou a classificação de cargos e salários, criando o cargo de “Médico 12 horas” com o mesmo vencimento que o cargo de “Médico 20h” já existente. Ademais, em 2013 foi aprovada a Lei Complementar 436, de 23/08/2013, que cria o abono salarial para Médicos detentores de cargos de 20 e 33 horas semanais de 60% do vencimento Padrão 14.

A categoria dos odontólogos continuou se mobilizando ao longo de todos estes anos, nos quais foram realizadas reuniões com Sr. Marrachinho, ex Chefe de Gabinete do Prefeito Alceu, com o Sr. Prefeito Alceu Barbosa Velho, e com o Sr Edson Néspolo, novamente Chefe de Gabinete.

Ainda, na Câmara dos Vereadores foi apresentada uma Emenda à Lei Complementar 436, que estendia o abono salarial aos dentistas, com o intuito garantir a manutenção da isonomia salarial entre médicos e dentistas, prevista em Lei Municipal e Leis Federais, mas não foi aprovada.

Em 2014 realizamos 3 paralisações, uma semana em agosto, outra em outubro e outra em dezembro, com mobilização na Câmara dos Vereadores e na Prefeitura de Caxias do Sul.

A categoria dos odontólogos está muito insatisfeita com o tratamento que vem sendo dado ao nosso trabalho.

Para agravar ainda mais a situação, a Administração Municipal, de forma autoritária, optou por descontar dos salários dos dias em que estivemos em greve, legal e justa, durante uma semana no mês de dezembro de 2014. A Administração não buscou dialogar e negociar com a categoria dos odontólogos, que buscam desde 2010 o diálogo.

Nesse sentido, lembramos novamente da necessidade da isonomia no tratamento pela Administração Municipal, uma vez que a categoria dos médicos fizeram greve durante aproximadamente 1 ano e não tiveram nenhum desconto nos salários.

Cumpre destacar também que a Secretaria da Saúde está oficializando um acordo com Ministério Público para a dispensa do Servidor Médico de registro do ponto biométrico, obrigatório este a todos os demais servidores.

É indignante o descumprimento da Lei Municipal e das Leis Federais por parte da Administração Municipal, que de forma deliberada retirou a isonomia salarial das categorias de odontólogo e médico.

É frustrante acordar um dia, ir trabalhar como sempre, e ver que o seu colega Médico, que fez o mesmo concurso, com o mesmo edital e as mesmas normas, passou a ganhar 60% a mais só pelo fato de ser “Médico do pé, do coração, do ouvido, ou do nariz, etc.” E, “Médicos da Boca”, para a Administração Municipal, valem menos.

E, no entanto, apesar do desrespeito com que a Administração Municipal vem tratando a categoria dos odontólogos, somos resolutivos no sentido de que a situação da saúde bucal no município é reconhecidamente efetiva. O atendimento da Saúde Bucal em Caxias do Sul tem 98% de aprovação da comunidade usuária, e foi agraciado a nível nacional com o Prêmio Brasil Sorridente, outorgado pelo Conselho Federal de Odontologia e Ministério da Saúde, e com a doação ao Município de 12 equipamentos odontológicos e uma unidade móvel equipada (com consultório e RX), no valor de aproximadamente R$ 400.000,00, em 2012, que foram incorporados ao patrimônio municipal


Caxias do Sul, 30 de janeiro de 2015.

Comissão dos Servidores Odontólogos do Município de Caxias do Sul

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados