sexta-feira, 24 de abril de 2015

Professores não foram buscar o Piso no Tumelero

O CPERS mobilizou os professores gaúchos para um protesto, na manhã de hoje (24). A manifestação começou na frente da Secretaria da Fazenda e continuou até o Palácio Piratini.

A reivindicação dos professores era o pagamento do piso nacional do magistério, a contratação de novos professores e servidores para as escolas e melhorias no atendimento do IPE (Instituto de Previdência do Estado).

Os professores gaúchos não foram até o Tumelero buscar o piso, como sugeriu na campanha o então candidato, e agora governador, José Ivo Sartori (PMDB). Em frente a Secretaria da Fazenda os manifestantes portavam cartazes com os dizeres: "Feltes (secretário da Fazenda) abre o cofre".

A mobilização paralisou diversas escolas da capital. No interior também houveram atos semelhantes. Alguns foram em locais públicos outro foram nas próprias escolas.

O governo do estado afirma que não tem como pagar o piso nacional do magistério. Além de não apresentar nenhuma proposta para atingir o valor, o governo Sartori, todo o mês, faz terrorismo com a possibilidade de parcelamento de salários. Na manhã de hoje Sartori decidiu não pagar a parcela da dívida com a União.

Se continuar desse jeito os professores passarão 4 anos sem nenhum reajuste. Situação bem diferente dos 76% de reajuste concedidos pelo governo Tarso (PT).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com