segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Servidores públicos receberão novamente de forma parcelada esse mês

Não adiantou aumentar o limite de saques dos depósitos judiciais. Não adiantou diminuir o teto de pagamentos das ações judiciais. Não adiantou congelar salários. Não adiantou dar um belo desconto para a GM antecipar os valores do seus financiamentos. Não adiantou espalhar discurso de caos.

Tudo que o governador José Ivo Sartori (PMDB) fez esse ano não serviu para pagar o salário dos servidores públicos estaduais em dia. Nessa segunda feira o governo do estado estará pagando parcelas, isso mesmo, parcelas dos salários dos servidores. Ninguém sabe, exatamente, quanto irá receber no final do dia.

Os valores lançados nos extratos dos servidores mostram 3 parcelas; R$ 1.450,00; R$ 650,00 e R$ 400,00. Se esse calendário for cumprido os servidores que ganham até R$ 2.500,00 receberão hoje. Há esse "se" porque o pagamento depende do depósito de R$ 302 milhões da GM que pode atrasar para entrar.

Para piorar a situação não há nenhuma garantia de pagamento do 13º salário em dia, ou o próprio pagamento. O governo Sartori já afirmou que não tem dinheiro para fazer o pagamento e que a solução provavelmente será recorrer a uma pedalada fiscal e pedir que os servidores façam um empréstimo no Banrisul.

A situação, que já é ruim pois obriga todos os servidores a irem até o banco fazerm o empréstimo, pode ficar pior pois o governo estadual não quer arcar com os juros do empréstimo, ou seja, para o governo Sartori além do servidor pegar um empréstimo para pagar seu próprio salário ainda deve arcar com os juros.

Cada dia o Sartori se supera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com