Movimento "Arena Não" realiza ato em Caxias do Sul

Começou a reação democrática contra o neofascismo. Um ato no final da tarde de segunda feira, em Caxias do Sul, do movimento "Arena Não" mostrou que existe um contraponto ao discurso conservador. Os manifestantes, a maioria jovens, realizaram um ato e uma caminhada pelas ruas centrais da cidade.

Com um público estimado de 100 pessoas não se pode chamar o movimento de pequeno pois ele representa as primeiras pessoas que foram as ruas dizer que: Não precisamos, nem podemos voltar ao passado de autoritarismo representado pela Arena.

A opinião do Polenta News é que o nome do partido pouco importa (veja aqui). Na verdade a escolha do nome foi puro marketing de quem precisava ganhar 15 minutos de fama. Fora isso o que causa preocupação a qualquer cidadão lúcido é o programa fascista apresentado pelos dirigentes do partido.

Não sabemos se o partido conseguirá as assinaturas suficientes para o seu registro definitivo. Se conseguir, além de tudo de ruim que representa, poderá colocar a mão em uma parcela do Fundo Partidário, que não é pequeno. O 30º partido registrado no Brasil, e por consequência o que recebeu menos recursos, o PEN (Partido Ecológico Nacional), recebeu R$ 282 mil. Imagina esse valor todo na mão da Cibele e sua turma?

Só para lembrar. Se fosse no tempo da antiga Arena, essa história de fundar partido ia parar no porão do DOPS.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados