quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Guilla Sebben não tem moral para falar contra a corrupção

Vereador Guilla Sebben (PP) é talvez o maior mobilizador, e talvez financiador, do movimento coxinha e golpista de Caxias do Sul. Na sessão da Câmara de Vereadores de ontem (12), o vereador progressista utilizou a tribuna para dar publicidade ao ato que prega um golpe institucional, que acontece no próximo dia 16.

Guilla afirmou na sessão que "deseja a expulsão de todos os corruptos, inclusive os do seu partido". Entretanto além de não fazer nada para que a sua tese tenha alguma efetividade no PP, já que 5 dos 6 deputados federais do seu partido são acusados de receber propina de empresas da Lava Jato.

Pior do que isso. Guilla recebeu dinheiro de um dos acusados, Jerônimo Goergem, dinheiro esse que pode, ou não, ter sido recebido de forma ilegal (veja aqui).

Mas não é só isso. Durante a campanha Guilla foi condenado pela justiça eleitoral por uso da estruturas públicas, no caso o site da Câmara de Vereadores, para uso eleitoral. Uma multa acabou saindo barato (veja aqui). E, obviamente, o corporativismo fez com que ele fosse absolvido justamente por falta de decoro parlamentar (veja aqui).

Parece que tem gente que só tenta olhar os problemas nos outros, ou imputar nos outros as suas próprias práticas. Infelizmente o nível da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, que é muito baixo, propicia esse tipo de vereador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com