Impeachment: o golpe do PMDB

Publicado no Jornal Já

O discurso que a dita “grande mídia” propaga a respeito do impeachment, está expresso em seus vários colunistas e em seu noticiário:.

1) Impeachment não é golpe. O crime de improbidade administrativa é previsto na Constituição. Trata-se, portanto, de aplicar a Constituição, simplesmente.

2) Chantagem do Cunha? Chantagem é moeda da política, o governo também fez chantagem com ele. Normal, portanto.

3) É um processo político, não jurídico. Collor, por exemplo, perdeu o mandato e, depois, foi absolvido dos crimes que levaram ao impeachment.

4) A crise econômica não vai piorar com o impeachment. O mercado tende a receber bem um governo do PMDB.

5) Tudo pode se resolver rapidamente, em quatro ou cinco meses.

Portanto, é simples. Tira-se a presidente, assume o vice. Temer é um homem confiável, até tentou chamar a presidenta ao bom caminho. Tem um programa de governo e é capaz de fazer a conciliação que o país precisa. Eliseu Padilha é seu escudeiro.

Tudo muito arrumadinho, até surgirem as reações. No domingo já surgiu o movimento liderado pelo governador Flávio Dino, do Maranhão, contra as “manobras golpistas”.

Ciro Gomes, ex-ministro e um dos presidenciáveis de 2018, pelo PDT, deu o tom da reação:

-Perguntem qual é a opinião do Michel Temer, vice-presidente da República, sobre o fato de seu companheiro, amigo, parceiro, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ter contas na Suíça, ser denunciado por crime de formação de quadrilha, de roubo do dinheiro público. Ele não tem uma opinião. Por quê? Porque é íntimo parceiro. E não por acaso o beneficiário imediato dessa ruptura da democracia e dessa imensa e potencial crise para 20 anos. ê ele mesmo o senhor Michel Temer, o capitão do golpe.

Como advertiu o Gaspari, “Temer pode ser um imperativo, mas não é popular”.

Se em vez de tentar provar suas teses de gabinete, essa mídia fosse à luta para ver o que realmente acontece, provavelmente não simplificaria tanto uma situação tão complexa, que pode se tornar explosiva.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados