Ligações perigosas entre Visate e Sindicato

Ontem aconteceu um ato exigindo mais segurança aos trabalhadores do transporte público urbano de Caxias do Sul. Recentemente aumento, e muito, o assalto aos ônibus da Visate. Lógico que o ato é de extrema valia e, inclusive, os problemas de segurança não são recentes, mas o que parece que causou uma certa insatisfação entre os próprios funcionários da empresa foi a ligação quase de simbiótica entre o sindicato da categoria e a empresa.

Ouvimos hoje numa parada de ônibus a conversa entre dois motoristas da Visate onde as falas, em resumo, eram mais ou menos assim:

- O sindicato fez um acordo com a Visate para que só fizesse um ato e não parasse todos os ônibus;

- O sindicato recebe nosso dinheiro todo o mês e faz o que a Visate manda.

- Parece que o sindicato tá do lado da empresa e não do trabalhador.

Essas falas são reforçadas pela matéria no Jornal Pioneiro, do dia 23 de agosto, que diz que o protesto estava sendo definido entre a Visate e o Sindicato. Essa fala foi tão constrangedora para o sindicato que, segundo a conversa entre os motoristas, o presidente disse que a informação "foi distorcida pela imprensa".

Claro que a empresa pode ser parceira numa reivindicação, mas o jogo ensaiado como esse pode estar escondendo outras coisas. O movimento sindical deve ser independente, de partidos e dos patrões, senão a categoria é a que perde sempre.

Foto: Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Caxias do Sul

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados