Jornalista é ameaçado por delegado após publicar texto de universitários grevistas

O jornalista Everaldo Fogaça, de Porto Velho, foi ameaçado pelo delegado federal Eduardo Brun de Souza após publicar texto do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal de Rondônia em seu site, O Observador. Segundo divulgado no endereço, o delegado afirmava que o profissional "era um caluniador por ter publicado o manifesto do DCE" em sua página. Os alunos, que estão em greve, invadiram a reitoria da universidade no começo deste mês.

"Vou acionar a Advocacia-Geral da União, o Ministério Público Federal e o Ministério das Comunicações para vasculhar sua vida e a deste site. Vou fechar este site", ressaltou Brun, quando indiciou o jornalista pela postagem, segundo afirma Fogaça. Ele teria se exaltado e até mesmo mandado o advogado do profissional, Caetano Vindimiati, "calar a boca", além de bater em sua mesa enquanto falava.

De acordo com Fogaça, outros veículos de comunicação também devem ser chamados para depor sobre o assunto na sede da Polícia Federal, em Porto Velho. Entretanto, até o momento, os estudantes não foram interrogados sobre o caso.

Procurada pelo Portal IMPRENSA, a assessoria de comunicação da Polícia Federal em Porto Velho disse que não irá se pronunciar sobre o caso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mauro Pereira, fiel escudeiro de Eduardo Cunha na Câmara de Deputados

É um absurdo: Lasier Martins arranjou emprego para a namorada na Assembleia Legislativa

TV Caxias terá bens leiloados