sábado, 10 de março de 2012

Pepe Vargas vira ministro e causa reviravolta no cenário eleitoral de Caxias

Foto: Assessoria Pepe Vargas

Poucos fatos são dignos da frase “Parem as rotativas!!!”. Esse é o sonho secreto de todo o jornalista do mundo entrar na redação com uma história de grande impacto. Foi isso que causou, pelo menos em Caxias, o anúncio de que o deputado federal Pepe Vargas (PT) e então pré candidato do partido à prefeitura iria assumir o Ministério do Desenvolvimento Agrário, MDA.

O assunto foi tão impactante que chegou a figurar entre os assuntos mais comentados no twitter na noite de ontem (o famoso Trend Topics). Alvoroço, em igual tamanho, atingiu os petistas e os militantes dos outros partidos também. Não era apenas a indicação de uma pessoa para ocupar um ministério, tratava-se de uma mudança radical na correlação de forças das eleições municipais a sete meses do primeiro turno.

“Foi uma convocação da presidenta”

Pepe Vargas disse que durante a conversa que teve com a presidenta Dilma Rouseff na quarta feira (7), ponderou o fato de que era pré candidato a prefeito de Caxias. A presidenta respondeu: “É hora do PT de Caxias colaborar com o governo federal”. Segundo Pepe a presidenta fez uma convocação não um convite. Nesse momento pode-se perceber o grande trânsito que o deputado tem junto a Dilma. Esse prestígio já havia transparecido no ato de promulgação na nova lei geral da micro e pequena empresa que contou com a presença da presidenta.

Pepe assume o MDA no lugar de Afonso Florence que estaria deixando o ministério por não ter desenvolvido o trabalho na medida das exigências de Dilma. Esse é o desafio imposto a Pepe Vargas nesse momento. O MDA tem como foco a agricultura familiar, que foi separada do Ministério da Agricultura (que tem foco maior no agronegócio), mas também responde pelos assentamentos da reforma agrária e demarcação de terras quilombolas. Principalmente esses dois últimos itens são focos de constantes queixas, principalmente do MST (que vive uma grande crise interna e não consegue se situar no novo contexto de um governo de esquerda).

Mas a expectativa é grande em torno do nome do Pepe. Pelas redes sociais a fala, quase unanime, foi de felicitações e lembrando a trajetória dele como vereador, prefeito e deputado. Um exemplo é a fala, pelo Facebook, de Ricardo Edson Fritsch, que mora em Picada Café e trabalha em uma agroindústria: “A presidente Dilma realmente é uma pessoa decidida. Parabéns Dilma a Senhora acertou em cheio iremos ter um grande Ministro”.

Notícia abalou meio político

Ao assumir o MDA, Pepe Vargas abriu mão da disputa à prefeitura de Caxias do Sul. Isso causou um “frisson” nos bastidores políticos da cidade. Apesar do também pré candidato Alceu Barbosa Velho (PDT) de dizer, pelo twitter, que “isso era um assunto do PT”, a saída de Pepe da disputa muda o cenário eleitoral.

A primeira mudança, é lógico, é dentro do próprio PT. A deputada estadual Marisa Formolo passa a ser o nome mais forte para assumir a vaga de candidata. A escolha de qualquer outro nome seria uma grande surpresa. Ainda do lado da oposição quem pode ganhar com isso é o PCdoB. Assis Melo, candidato do partido a prefeito, apesar de ter uma densidade eleitoral menor que Marisa Formolo, pode agora entrar nessa disputa para se cacifar para a próxima eleição de deputado federal. Antes corria o risco de fazer uma votação menor para prefeito do que fez para deputado.

Do lado da situação o campo está aberto para rachas. A tese de Mauro Pereira (PMDB) começa a ganhar mais força agora. Como dificilmente alguém ganhará no primeiro turno seria sensato, segundo o que defende Mauro, uma candidatura própria como forma de manter a visibilidade do partido na cidade. Outra candidatura que estava murchando e agora ganha vida nova é de Milton Corlatti (DEM). Nesse cenário o PSDB e o PP podem se aliar a essa candidatura, constituindo, ainda que falsa, uma terceira via para a cidade.

Esses movimentos estão colocando as eleições, obrigatoriamente, num segundo turno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com