domingo, 13 de maio de 2012

Veja sentiu o golpe!


A revista que é tida como a mais influente no Brasil mas que há muitos anos deixou de fazer jornalismo sério e hoje lidera o chamado PIG, Partido da Imprensa Golpista, sentiu os duros golpes que está levando desde que há evidências claras de sua relação com a quadrilha de Carlinhos Cachoeira.

Com mais de 200 ligações entre o bicheiro e editor chefe da Veja, em Brasília, Policarpo Junior, a revista sabia, há muito tempo dos esquemas do colaborador. Só não denunciou por que ele fazia o trabalho sujo arranjando fatos para desestabilizar os governos Lula e Dilma.

Mas nesses últimos dois anos a Veja arrumou um concorrente de peso, ou melhor 3: Twitter, Facebook e Blogs. Armandos com cérebros, coisa que está em falta na redação da Veja, esses ativistas da internet tem desmontados os factoides da revista semana a semana. Como não pode mais competir com ele resolveu tentar derrotá-los e lançou uma cruzada contra a INTERNET. Isso mesmo a Veja quer censurar a Internet.

Numa reportagem que baba ódio escrita pelo integrante da quadrilha da publicação de Civita, Reinaldo Azevedo, é criada uma versão fantasiosa do mundo onde robôs são programados para conduzir propagandas contra a revista. No seu mundo fantástico o meliante até acusou uma pessoa real de ser um programa automático. Isso gerou uma resposta imediata da rede onde a hastags #vejacommedo e #vejatemmedo alcançaram os primeiros lugares entre os temos mais comentados no Brasil e no Exterior.

Fonte: Topsy.com
A atitude desesperada da revista mostra que sua tática de querer ser a porta voz do pensamento único já não funciona mais. A internet, e as redes sociais, propiciou que a informação circule de uma forma muito mais livre. Você não fica mais refém da grande mídia, você pode construir a sua própria mídia. Isso é tão poderoso de praticamente todos os veículos de comunicação aceitam material enviado pelos leitores que, na maioria das vezes, estão no local dos acontecimentos. 

A coluna do Reinaldo Azevedo é justamente o contrário do que ele prega. Só são publicados comentários que concordam com ele. Numa falsa tentativa de querer esconder a divergência. Como todo mundo já sabe disso quem não concorda com eles, e são milhões de pessoas, publicam suas contrariedades na rede. 

E vejam a mancada dessa semana. Ele chamou uma tuiteira @lucy_in_sky_ foi chamada de rôbo pelo "cidadão" colunista.  O perfil de Lucy tem exatos 3 anos. “Entrei no twitter, a princípio, por curiosidade, mas depois percebi todo o alcance social e político. Procuro participar de vários tuitaços que mostrem minha opinião política. Participei do #ForçaLula e sempre que posso faço campanha contra crueldade com animais”.

A conta de Reinaldo Azevedo é simples, mas não fecha. Ele usa o exemplo da China, que recruta jovens com tempo disponível para lançar mensagens de apoio ao governo na internet. Na cabeça da Veja, o regime chinês é muito parecido com o brasileiro. Nada faria mais sentido se o governo também pagasse militantes para detonar inimigos políticos.

Afinal, quem fica na frente de um computador, num final de semana, sem ser pago? Só para fazer política? “Quando eu vejo algum tweet que expresse minhas opiniões e posições, eu retuíto”. Diante de tantos RTs contra Veja, Reinaldo Azevedo criou uma fantasia: Lucy era um programa criado por petistas com a única intenção de detonar Veja “O que me impressionou na reportagem da Veja foi a história detalhada que eles inventaram, dizendo como é que eu "funcionava" como robô. Teve até infográfico”
Na noite de ontem, Lucy acessou o blog de Reinaldo Azevedo e deixou uma mensagem, afirmando ser dona do perfil acusado de ser robô. Seu comentário foi censurado e Azevedo continua afirmando que Lucy não passa de uma ficção virtual.
Pergunta: Você já deu RT na Mariana Godoy e na Real Morte elogiando a Regina Casé. Não é propriamente um RT anti-Veja, não é?
Resposta: Claro que não!!!! rs Não sei por que cismaram com isso!
P: Como reagiu quando viu seu perfil na Veja?
R: Foi muito ruim ver na Veja meu perfil exposto daquela maneira, e ainda mais, "provando" que sou um robô. Foi um tapa na cara.
P: Quem é você, o que gosta de fazer?
R: @lucy_in_sky_: Sou profissional da saúde e que tenho 59 anos. Adoro ler, ir ao cinema (recentemente vi "Medianeras", um filme argentino sobre a nossa contemporaneidade virtual). Não tenho filhos, não gosto de futebol. Faço caminhadas no calçadão, sempre que tenho tempo.
P: Como usa o twitter?
R: Me interesso muito por tudo o que diga respeito ao nosso mal-estar contemporâneo, que faz, muitas vezes, que só possamos fazer política pela internet. Sou partidária dos direitos humanos e também dos animais, não suporto injustiça contra os mais fracos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Somos responsáveis, mesmo que indiretamente, pelo conteúdo dos comentários. Portanto textos que contenham ofensas, palavrões ou acusações (sem o fornecimento de provas) serão removidos. Se quiser falar algo que necessite de anonimato use o email polentanews@gmail.com